Câncer de mama

A Dra. Priscila Santos, mastologista, vai falar um pouco sobre alguns mitos e verdades do câncer de mama, que é uma doença muito frequente, além de ser a primeira causa de morte por câncer entre as mulheres.
Saiba mais no vídeo.
 
*** * Transcrição
 
Olá, eu sou Priscila Santos, eu sou médica mastologista aqui do Instituto Amato. Hoje nós vamos falar um pouco sobre mitos e verdades em relação ao câncer de mama.
 
O câncer de mama é uma doença muito frequente, é o segundo tipo de câncer mais frequente e é o primeiro em mortalidade entre as mulheres, daí a sua importância. É uma doença curável, desde que diagnosticada precocemente.
 
Um dos grandes mitos em relação ao câncer de mama, que muitas pacientes relatam é assim: "Ah, eu não tenho nenhum caso de câncer na família, eu não preciso me preocupar." Isso não deve fazer com que as pessoas não se preocupem. A grande maioria dos casos de câncer não tem história familiar, não tem herança genética, são os casos esporádicos. Então, mesmo quem não tem história familiar deve se preocupar em procurar o médico e fazer os exames de rastreamento. 
 
O principal exame é a mamografia, ainda é o exame mais importante na detecção precoce do câncer de mama. Existem até outros exames mais modernos, como a ressonância, por exemplo, mas o que a gente sabe que realmente reduz a mortalidade é a mamografia, que deve ser feita anualmente, a partir dos 40 anos. 
 
Um outro mito também é de que todo nódulo de mama é câncer: isso não é verdade. Pelo contrário, a maioria dos nódulos não é câncer. Se você palpou um nódulo na sua mama e ficou na dúvida, procure um médico para você ser propriamente examinada e realizar os exames que serão necessários para o seu caso.
 
Um nódulo que cresceu é câncer? Também é outro mito. Nódulos benignos podem crescer também.
 
Um outro mito também: "Faço autoexame de mama todo mês, quer dizer que não preciso fazer a mamografia." Não. A mamografia vai detectar nódulos, alterações antes delas serem palpáveis e quanto mais precocemente a gente descobrir maior a chance de cura. Quando o nódulo já é palpável é porque ele já é um pouco maior e portanto a chance de cura é menor. Então, o que a gente quer é descobrir o câncer de mama antes que ele esteja palpável. 
 
Muitas mulheres, quando descobrem que estão com um nódulo ficam com medo de fazer a biópsia, pois acham que a biópsia pode espalhar o câncer. Se o seu médico pedir uma biópsia para você, fique tranquila, pode fazer, isso não vai fazer com que a doença se espalhe, é um procedimento seguro. 
 
Uso de desodorantes aumenta o risco de câncer de mama? Não, também é outro mito. Alguns estudos sugeriram que o uso de desodorantes aumentasse o risco de tumores no quadrante superolateral, que é essa parte mais lateral da mama, mas a maior parte os tumores são nessa região porque é onde tem maior concentração de tecido mamário. Então, pode continuar usando desodorante normalmente. 
 
Muita gente tem dúvida se prótese de silicone aumenta o risco de câncer de mama, ou se até mesmo impede a detecção do câncer de mama. Ambas as ideias estão erradas. A prótese de silicone não aumenta o risco de câncer de mama e ter a prótese não impede a realização da mamografia. Ela pode e deve ser feita, existem inclusive manobras para mobilizar a prótese e conseguir expor corretamente o tecido mamário. Então, se você tem prótese, pode fazer. 
 
Para mais informações sobre câncer de mama e outras doenças da mulher, acesse o nosso site, ou nos siga nas redes sociais.
O que você acha deste artigo?: 
0
Sem avaliações