Esclerose Múltipla

 
 Esclerose Múltipla (EM) é uma doença de caráter inflamatório, onde surtos de inflamação e posterior desmielinização passam a ocorrer, seja no cérebro, seja na medula espinhal, tais lesões ocorrem disseminadas no tempo e no espaço, sem que se possa prever quando irão ocorrer.

Embora sua evolução seja imprevisível, podem ser identificadas diferentes formas e fases da doença.

  1. na forma surto-remissão, há o surto com o surgimento de sintomas neurológicos diversos, e um período sem novos surtos;
  2. na forma secundariamente progressiva, após um período de surtos, o paciente evolui com piora progressiva mesmo sem novos surtos.

Os sintomas variam de acordo com a localização das lesões desmielinizantes:
Alterações visuais: visão dupla, embaçamento visual, distorção das cores;
Alterações cognitivas: diminuição da concentração, déficit de atenção;
Alterações psiquiátricas: depressão, riso e choro descontrolados;
Perda de sensibilidade ou da força em um lado do corpo;
Espasmos musculares: fadiga, torpor;
Tontura ou vertigem, sensação de embriaguez;

Todos os sintomas devem necessariamente durar mais de 24h, e não devem estar associados a febre ou infecção para serem considerados um surto, devendo o paciente procurar um pronto socorro para ser internado, investigado e tratado o mais rápido possivel.

O tratamento do surto de desmielinização é feito através de corticóide venoso, num período de 3 a 5 dias, e o tratamento a longo prazo consiste no uso de imunomoduladores, conhecidos como interferons, cujo objetivo é retardar o surgimento de novos surtos.

No seu diagnóstico, podem ser úteis a pesquisa do líquor (líquido céfalo-raquidiano), a realização se ressonância magnética de toda medula e cérebro, assim como potenciais evocados visuais e somatosensitivos.

Trata-se portanto de doença neurológica, de evolução incerta, que se apresenta na forma de surtos e remissões, e que deve ser acompanhada regularmente pelo Neurologista.
 
Fonte: Machado, Suzana.  Recomendações esclerose multipla . Sao Paulo : Omnifarma, 2012, 13-25.
 

 

0
No votes yet