Prótese mamária de silicone. É segura?

A “democratização” da cirurgia plástica em nosso país criou alguns fenômenos bem interessantes. As famosas operadoras, consórcios, alguns sem licença do Banco Central, apesar de condenadas pelos Conselhos de Medicina, financiam as cirurgias,  a inclusão de procedimentos estéticos em planos de saúde,etc.
Ocupamos o segundo lugar, em número de cirurgias estéticas, no mundo, aproximadamente, 500.000 por ano, perdendo, apenas para os Estados Unidos, que tem 100 milhões a mais de habitantes e alto poder aquisitivo. Como é muito difícil manter a qualidade com essa quantidade de procedimentos, apesar do bom nível técnico de nossos colegas, frequentemente, somos surpreendidos pelos meios de comunicação, ora por publicações em revistas leigas de técnicas inéditas ( a maioria de mais de sessenta anos) ora, por escândalos como o caso das próteses de silicone PIP E ROFIL.
A inclusão de próteses de silicone de uso médico já tem mais de cinquenta anos. Desde então muitos estudos foram feitos em todo o mundo, demonstrando sua tolerância pelo organismo. Até os dias de hoje não se comprovou sua relação com doenças autoimunes ou neoplasias.
O silicone mamário pode ser usado tanto para reconstrução mamaria pós- mastectomias parciais ou totais assim como por motivos estéticos. Nestes últimos podemos utilizar o silicone de maneira geral em três circunstancias:
- hipomastia, em pacientes que não desenvolveram as mamas;
-atrofia pós lactação, onde as mamas eram de volume adequado e diminuíram após a lactação;
-atrofia e ptose mamaria pós-grandes perdas de peso como ex- obesos associada à remoção de pele das mamas.

 
Com a melhora na qualidade das próteses mamárias outros áreas do corpo puderam se beneficiar da inclusão do silicone como as nádegas , panturrilhas em casos de sequela de poliomielite e hoje até para aumentar o volume do bíceps, quadríceps, peitoral, etc.
Evidentemente,  por  se tratar de corpo estranho, sua inclusão não é isenta de complicações e deve ser exaustivamente discutida no pré operatório com a paciente e familiares.
Sr. Carlos Alberto Affonso Ferreira
Cirurgião Plástico

 

 

0
Sem avaliações