Prevenção do câncer de mama

Como é o passo a passo para fazer um autoexame em casa?
O autoexame deve ser realizado de 5 a 7 dias após o início da menstruação. Para as mulheres que não menstruam, escolher um dia do mês para realizá-lo.

  1. De pé, em frente ao espelho, observe as mamas com os braços abaixados: a pele, os mamilos, presença de retrações ou abaulamentos.
  1. Levante os braços e observe se durante o movimento ocorre alguma retração ou alteração da textura da pele. 
  2. Coloque as mãos na cintura,aperte com força e observe novamente se ocorre alguma alteração na pele.
  3. Coloque a mão esquerda atrás da cabeça e com as pontas dos dedos da mão direita vá palpando a mama esquerda. Inicie pela região próximo à axila e vá dedilhando da periferia em direção ao mamilo. Faça isso no sentido horário ou anti-horário, até que toda a mama tenha sido palpada.
  4. Aperte o mamilo e veja se ocorre saída de secreção.
  5. Repita os passos 4 e 5 na outra mama.

 
 A partir de quantos anos a mulher precisa fazer mamografia?
 
A partir dos 40 anos.
De quanto em quanto tempo?
Uma vez ao ano.
Antes dos 40, também é preciso ficar atenta ao risco de câncer de mama?
Sim. Apesar de ser menos frequente, o câncer de mama pode afetar mulheres antes dos 40 anos. Porém a mamografia não deve ser realizada rotineiramente nessa população, a não ser em pacientes com alto risco para câncer de mama, conforme indicação médica.
Existe um grupo de risco para o câncer de mama?
Sim. Mulheres com parentes de primeiro grau, isto é, mãe, irmãos ou filhas com câncer de mama antes dos 45 anos; história familiar de câncer de mama em homem; vários casos de câncer de mama na família; câncer de ovário na família. Tais condições indicam que pode haver alguma mutação genética na família. Na dúvida, procure um ginecologista ou mastologista para aconselhamento.
Mas é importante frisar que apenas cerca de 10% dos cânceres de mama têm história familiar. Portanto, todas as mulheres devem fazer seus exames periodicamente. Lembre-se, o câncer de mama diagnosticado no início tem cura!
Dra Priscila Beatriz Oliveros dos Santos
 

 

O que você acha deste artigo?: 
0
Sem avaliações