Neurocirurgia

Plástica do Crânio: Cranioplastia

A correção cirúrgica dos defeitos cranianos está indicada por estética, para restaurar a proteção craniocerebral e também para aliviar algumas manifestações clínicas da falha óssea.
Como ocorrem os defeitos cranianos?
     As falhas do crânio podem ser congênitas (encefaloceles, anomalias do esqueleto) ou adquiridas (traumatismo craniano, infecção, tumor, remoção óssea por cirurgia, growing fracture).
Como é feita a reconstrução do crânio?

Biópsia de Nervo

  Como as biópsias de nervo periférico sempre irão causar algum grau de déficit neurológico, elas devem ser realizadas após cuidadosa avaliação da sua contribuição para o tratamento da doença. As biópsias de nervo são úteis em lesões inflamatórias ou infecciosas (vasculites, hanseníase) e em algumas formas de neuropatias desmielinizantes, em geral adquiridas, mas também hereditárias. A amiloidose é também uma doença a ser pesquisada na avaliação do nervo periférico.

Meralgia Parestésica

Coxa formigando, adormecida ou queimando?

Hérnia de disco: problema de coluna

 
    A parte óssea da coluna vertebral é composta pelas vértebras.  No interior das vértebra existe um canal, por onde passa a medula espinhal e as raízes nervosas.  Entre as vértebras cervicais, torácicas e lombares, estão os discos intervertebrais, que são estruturas cilíndricas, formadas por um anel (ânulo) fibroso na parte mais externa e uma porção mais gelatinosa (núcleo pulposo) no interior. A função destes discos é amortecer o impacto, absorver os choques, e evitar o atrito entre uma vértebra e outra.

Páginas

Subscrever RSS - Neurocirurgia