Pular para o conteúdo
Início » Medicina » Especialidade: Cirurgia Geral » Cirurgia de hemorroida em Hospital Dia

Cirurgia de hemorroida em Hospital Dia

Hemorróidas

Apesar de atingir 50% da população adulta brasileira, a hemorroida é uma doença crônica que ainda desperta muitas dúvidas. As hemorroidas são causadas pela inflamação ou dilatação das veias ao redor do ânus e podem ser internas ou externas. A condição é tratada pelo proctologista e pelo cirurgião geral.

O que causa hemorroida?

Embora a constipação intestinal seja a principal causa das hemorroidas, existem outros fatores que também contribuem para o surgimento de varizes anais:

  • Obesidade;
  • Predisposição genética;
  • Gravidez, por causa do aumento do peso corpóreo e da pressão exercida sobre as veias da região pélvica;
  • Sedentarismo;
  • Prática de ciclismo, já que ficar sentado muito tempo no selim pode provocar lesões nesta região;
  • Alimentação pobre em fibras e pouca ingestão de água;
  • Prática de sexo anal.

Tipos de hemorroidas

As hemorroidas são classificadas de acordo com o grau de intensidade que apresentam:

  • Grau 1: internas, podem provocar coceira, dor e sangramento;
  • Grau 2: há exteriorização da protuberância na hora de evacuar, mas ela retorna sozinha para dentro;
  • Grau 3: as hemorroidas não retornam mais sozinhas para dentro, sendo necessário empurrá-las com os dedos;
  • Grau 4: as protuberâncias não retornam nem manualmente, ficando expostas permanentemente. Nesse caso, é recomendada ao paciente a cirurgia de hemorroida para corrigir o problema e aliviar as dores e os incômodos.
Classificação de hemorroida

Sintomas

Os sintomas da doença podem variar conforme o nível de severidade da hemorroida, mas geralmente eles incluem:

  • Coceira na região do ânus;
  • Sangramentos;
  • Inchaço local;
  • Saliência palpável na região do ânus;
  • Dor ou ardência para evacuar;
  • Incômodo para sentar e andar;
  • Liberação de secreção esbranquiçada nas roupas íntimas.

Tratamento para hemorroidas

Nos níveis 1 e 2 da doença, o tratamento de varizes no ânus pode ser apenas clínico, ou seja, não há a necessidade de cirurgia de hemorroida. Nesse caso, a recomendação médica é que o paciente faça uma boa higienização na região, aumente o consumo de fibras e a ingestão de água. 

O paciente deve ainda evitar alimentos muito condimentados, evitar bebidas alcoólicas e o uso de papel higiênico. Remédios orais e pomadas anti-inflamatórias e anestésicas também ajudam a diminuir a coceira, a dor e o sangramento.

Diagnóstico

O diagnóstico de hemorroidas é clínico e complementar. Ou seja, ele é baseado na queixa do paciente, na observação das saliências (quando externas) e no toque retal. Contudo, o proctologista também pode solicitar exames de imagem para confirmar a existência das hemorroidas, como anuscopia e retossigmoidoscopia. 

Caso o diagnóstico seja confirmado, o proctologista indicará o tratamento ideal para a doença, de acordo com o grau de severidade dela. Se for uma hemorroida grau 1 e grau 2, o tratamento inclui mudanças nos hábitos alimentares e medicamentos para minimizar os sintomas. Para hemorroidas 3 e 4, o tratamento geralmente é cirúrgico.

Como é feita a cirurgia de hemorroida?

A remoção das hemorroidas pode ser feita através de diferentes procedimentos cirúrgicos, tais como:

 

Hemorroidectomia

É a técnica cirúrgica mais comum que existe e é indicada para hemorroidas graus 3 e 4 com saliências grandes. O procedimento consiste em remover as hemorroidas através de um corte, dura aproximadamente 45 minutos e pode ser realizado com anestesia local ou geral. É um tratamento eficaz, com pouca chance de recidiva e com excelente resultado estético.

Hemorroidectomia

Técnica por PPH (Procedimento para Prolapso Hemorroidário)

Também conhecida por hemorroidopexia, a técnica cirúrgica por PPH é indicada para hemorroidas graus 2 e 3. Ela se trata basicamente em colocar a hemorroida em sua posição original e fixá-las por meio de agrafadores circulares.

PPH - Procedimento Prolapso Hemorroidario
Escleroterapia de hemorroida

Escleroterapia

Por sua vez, a escleroterapia é uma cirurgia de hemorroida pouco invasiva e recomendada para casos de hemorroidas de grau 1 e 2. Trata-se, na verdade, da mesma técnica utilizada para eliminar vasinhos e varizes. Ela consiste em injetar uma substância nas veias inflamadas, de forma a provocar a morte do tecido e a consequente eliminação da estrutura.

Laqueação elástica

Outro tipo de cirurgia de hemorroida é a laqueação elástica. De simples realização e fácil recuperação, a técnica consiste em aplicar um dispositivo elástico na base da hemorroida. Fazendo isso, a circulação sanguínea local é interrompida e a veia inflamada acaba morrendo. Vale a pena destacar que o procedimento é muito utilizado em hemorroidas graus 2 e 3.

Técnica por THD (Desarterialização Hemorroidária Transanal)

Ao contrário da anterior, esta cirurgia de hemorroida é feita sem cortes e consiste em interromper a circulação sanguínea nos vasos que irrigam as hemorroidas. A identificação desses vasos é feita com um aparelho de ultrassom. Depois de identificados, os vasos sanguíneos são costurados, o que faz com que a hemorroida seque naturalmente. 

A técnica por THD é indicada em casos de hemorroidas graus 2, 3 e 4. E assim como a hemorroidectomia, é realizada com anestesia local ou geral.

Crioterapia

Assim como a escleroterapia, a crioterapia é uma técnica pouco invasiva e amplamente recomendada para tratar hemorroidas de grau 1 e 2. Na técnica, utiliza-se o nitrogênio líquido para causar a morte do tecido e eliminar a veia inflamada.

Como é o pós-operatório na cirurgia de hemorroida?

A cirurgia de hemorroida é um procedimento simples e possui um tempo de recuperação relativamente curto. Dependendo da técnica cirúrgica, a recuperação pode levar de 10 dias a 30 dias.

Apesar de simples, o paciente não deve carregar peso e fazer esforço físico durante esse período. Além disso, é recomendado o uso de laxantes para melhor conforto na hora de evacuar, além de analgésicos para diminuir a dor local. Ademais, também é recomendado o uso de uma almofada especial para sentar. A dieta deve ser rica em fibras e deve haver o aumento da ingestão de água.

Cirurgia de hemorroida em Hospital Dia

Técnicas cirúrgicas pouco invasivas como escleroterapia, crioterapia, THD e laqueação elástica oferecem uma recuperação mais rápida e exigem tempo de internação reduzido. Por isso, podem ser realizadas em clínicas ambulatoriais com sistema de internação parcial, como o Hospital Dia do Instituto Amato.

Modalidade hospitalar indicada para cirurgias de baixa complexidade em que o paciente é liberado horas após o procedimento, o Hospital dia diminui a dor, a ansiedade, o tempo de espera e principalmente os riscos pós-operatórios. No day hospital, o paciente recebe todos os cuidados de saúde necessários por um tempo não superior a 12 horas. Na alta médica, ele recebe um telefone de contato para tirar dúvidas ou resolver eventuais problemas no pós-operatório.

Quer tal fazer a sua cirurgia de hemorroida com uma equipe médica que há quase 40 anos cuida da saúde de milhares de pessoas com ética, respeito e competência? Entre em contato com o Instituto Amato e agende já a sua consulta.

Dr. Cássio Jerônimo Machado de Barros

>
× Como posso te ajudar? Available from 08:00 to 20:30