Hematomas

Equimose

Hematoma

Equimose

HEMATOMA
O hematoma, por definição, é uma coleção de sangue fora dos vasos sanguíneos.
Pode acontecer em qualquer parte do corpo, em órgãos internos, ou até mesmo na pele. 
Normalmente ocorrem em consequência da lesão da parede vascular. Ocorre muito após um trauma, pode ser por um acidente, uma pancada ou batida ou até mesmo após um procedimento cirúrgico. Possui outras causas clinicas que estão relacionadas a doenças de coagulação, doenças vasculares e até uso de medicamentos.
Com o isso ocorre a passagem das células sanguíneas para o tecidos mais próximos. Quando ocorre na pele, aparecem aqueles "roxinhos",  que muitas vezes são chamados, erroneamente, de hematomas, mas dependendo do tamanho, tecnicamente eles podem ser classificados como: equimoses, petéquias e púrpuras.
As petéquias são pequenas manchas puntiformes, geralmente em grupos, de 3 a 4mm
As púrpuras são manchas um pouco maiores de no máximo 1 cm.
E as equimoses são as manchas maiores que 1 cm.
Chamar uma macha de hematoma, pode levar a falsa idéia de que realmente existe uma coleção de sangue e que talvez precise ser drenado.
Evolução da cor da equimose dependerá da própria degradação da hemoglobina, que está presente no sangue.
Nós primeiros dias, devido a presença de hemoglobina sem oxigênio, a mancha fica vermelho-violáceo, o famoso “roxinho". Com o início da degradação da hemoglobina ocorre a formação de biliverdina, com uns 3 a 6 dias,  e fica verde azulado, que depois se degrada em bilirrubina com 7 a 10 dias ficando amarelada e  finalmente com 10 a 15 dias fica com cor castanha amarronzada por causa da hemossiderina, até sumir.
O acúmulo de hemossiderina na pele, que é rica em ferro, pode causar manchas, e com a exposição solar pode aumentar ainda mais as chances de ficar com manhas. 
 
Já falamos de hematomas antes aqui.

O que você acha deste artigo?: 
0
Sem avaliações