Pular para o conteúdo

Melhores Exercícios para Melhorar a Circulação Sanguínea

A circulação sanguínea é um aspecto crucial da nossa saúde. Problemas circulatórios podem manifestar-se de várias formas, incluindo dor nas pernas, inchaço, sensação de peso, formigamento, dormência e alterações na temperatura dos membros. Estes sinais indicam que é hora de prestar mais atenção à saúde vascular. Neste artigo, exploraremos os melhores exercícios para melhorar a circulação sanguínea e forneceremos dicas para uma vida mais saudável.

Sumário

O vídeo aborda a importância dos exercícios para melhorar a circulação sanguínea, destacando a má circulação como um problema comum que afeta muitas pessoas. O Dr. Alexandre Amato, um cirurgião vascular, explica as causas da má circulação, incluindo os hábitos de vida que contribuem para o problema, e destaca os sinais de alerta que indicam a necessidade de procurar um especialista. Ele introduz oito exercícios eficazes para melhorar a circulação e enfatiza a hidratação como um ponto crucial para a saúde vascular. Além disso, o vídeo incentiva os espectadores a compartilharem informações com pessoas que possam se beneficiar do conteúdo.

Você sente dor nas pernas, inchaço, cansaço, peso,  formigamento, dormência, pernas frias?  Pois é, isso pode ser má circulação.  Hoje a gente vai falar sobre os oito melhores exercícios  para melhorar a sua circulação.  E eu ainda vou dar uma dica  que todo mundo tem que fazer para melhorar a circulação.  Então vou falar sobre o que causa a má circulação.  Vou falar sobre o que é a má circulação,  os hábitos de vida saudáveis,  os hábitos de vida que pioram a circulação.  E vou falar também sobre os sinais de alarme,  aquilo que fazem você precisar procurar o cirurgião  vascular rápido.  Então me conta no seu meio ou na sua família.  Tem gente que tem problema de circulação.  Escreve lá embaixo nos comentários,  pega o link e manda pra esse pessoal.  Eu sou o Dr.  Alexandre Amato, cirurgião vascular do Instituto Amato,  e eu ajudo pessoas  com problemas circulatórios a entender bem a sua doença  e melhorarem a sua qualidade de vida.  Então vamos lá pra entender  como os exercícios podem melhorar na circulação,  a gente tem que entender os principais três  sistemas vasculares sistema arterial,  sistema venoso e o sistema linfático o sistema arterial.  Ele é responsável por levar o sangue  com oxigênio para a periferia,  para as pernas, para as pontas dos dedos.  Enquanto isso,  o sistema venoso é responsável  por trazer o sangue de volta para o coração,  vencendo a força da gravidade  e ainda tem o sistema linfático.  Todo mundo esquece dele,  mas o sistema linfático é importantíssimo.  O sistema linfático  é responsável por retirar no meio dos tecidos  aquele lixo,  aquelas discretas que as células vão produzindo  com o decorrer da vida e levar de volta para a circulação.  Óbvio que um dos fatores principais  de um problema circulatório é a idade,  então com o passar do tempo, com RG mais baixo, com a idade  a gente acaba tendo mais problemas vasculares.  O problema arterial mais frequente  é a aterosclerose, que é aquela placa de cálcio,  aquela placa de gordura que pode obstruir uma artéria.  E quando a gente tem a obstrução de uma artéria,  não vai chegar o sangue com oxigênio lá.  Justamente agora, qual doença mais frequente venosa  são as varizes e varizes.  Ocorre em decorrência da insuficiência venosa profunda.  Então vai acontecer a dilatação dessas veias  por causa da pressão aumentada da gravidade.  Acaba dilatando essas veias com dano na válvula  que direciona esse fluxo de volta para cima.  Quase 50% da população tem algum grau de varizes.  É muita gente.  Se você pegar sua agenda de contatos,  aí você pode falar esse sim, esse não,  esses sim ensinam que vai ter varizes,  pelo menos em algum grau.  Uma outra doença venosa super frequente e temida  é a trombose venosa, que aí é a formação de um coágulo,  que é uma rolha que vai fechar essa veia  e aí não passa o retorno venoso, não passa o sangue  por esse encanamento.  E qual é o problema da trombose venosa?  É que esse quadro ele pode se desprender  e ir parar lá no pulmão, como a gente viu recentemente.  Óbito por causa disso, tromboembolismo pulmonar.  Só que o que todo mundo esquece de falar  é que a trombose também tem um problema tardio.  Quem teve uma trombose hoje  pode ter uma síndrome pós trombose no futuro,  que é a cicatrização dentro do vaso,  danificando aquela válvula,  aquela válvula que deveria abrir e fechar bonitinho.  Na verdade ela fica toda enrugada, toda a fibra usada  e aí ela não abre nem fecha, fica constantemente aberta.  E aí vai acontecer a hipertensão venosa,  com mais dilatação das veias e dentro do sistema linfático  nós temos um linfedema  que é muito comum, que é o acúmulo de líquido  em membros inferiores e a erisipela,  que é a infecção dos vasos linfáticos.  Essa sim se chama celulite infecciosa,  o que quando a gente fala de celulite,  normalmente a gente está  falando de um outro problema  que é o limpa edema, o linfedema.  A deposição de gordura inflamada  e membros inferiores.  Eu adoro esse assunto,  Tem um monte de vídeo falando sobre isso.  Existem várias outras doenças vasculares na circulação,  dentre elas a trombose obliterando,  que é para a pessoa que fuma bastante  as compressões extrínsecas, como a síndrome de coqueluche.  A síndrome de crack tem várias, mas é assim.  Independente de todas as doenças  que existem no mundo vascular,  a gente tem que lembrar que  o que está acontecendo é ou uma estenose de algum vaso.  Pode ser compressão externa, pode ser uma rolha  que está entupindo ou pode ser uma insuficiência.  O fluxo está indo e voltando.  Pode ter o refluxo, pode ter o roubo também.  Quando uma artéria, o sangue  deveria ir para um lado e acaba indo para o outro.  E são esses os problemas.  Então a gente pode falar  sobre os sintomas que são comuns  em todos esses problemas circulatórios.  O principal deles é a dor.  A dor.  Ela pode ser diferente  de uma doença venosa para uma doença arterial,  mas ela é um sintoma extremamente frequente  num problema arterial.  Ele se caracteriza como sendo uma claudicação intermitente.  Então é aquela pessoa que anda aí tem que parar  por causa da dor.  Aí depois descansa um pouquinho, volta a andar.  Você conhece alguém que tem claudicação intermitente?  Coloca lá embaixo nos comentários que eu quero  saber. Mas tem também a claudicação venosa.  A dor venosa  é que  é aquela sensação de peso, cansaço,  principalmente no final do dia.  E se eu tenho certeza que você conhece alguém que tem,  pegue esse vídeo e manda para ajudar.  Aí tem as cãimbras também, que é aquela contração  muscular espontânea extremamente dolorosa.  Normalmente acontece à noite.  Muitas vezes ela é secundária,  alguma deficiência nutricional,  mas ela pode estar associada também  com esses problemas circulatórios.  Eu tenho um vídeo inteiro  falando sobre cãimbras, vamos ver.  Vou colocar aqui o link para vocês assistirem.  Aí tem a diminuição da temperatura.  Então, como não está chegando o sangue na periferia,  não vai elevar  a temperatura do local, acaba diminuindo  e isso pode ser visto só com a palpação.  Colocando o dorso da mão  a gente consegue ver que tem um gradiente térmico.  Está quente, quente, quente, frio.  E isso chama a atenção.  Ou a gente compara um membro com outro.  Aí vêm as parestesia, dormência, formigamento,  aquelas sensações estranhas, sensação  de que tem um plástico contact grudado na pele.  Aí tem as manchas, principalmente  em membros inferiores, a chamada  dermatite ocre, que tem essa pigmentação  por extravasamento do conteúdo do sangue  e acaba ficando lá um pouquinho do ferro  que é que acaba convertido em hemo siberiana  e aí fica pigmentado, com aquela cor ocre,  aquela cor marrom.  Isso ocorre normalmente com bastante tempo de inflamação  nessa região.  As pessoas que tem má circulação  também tem uma cicatrização ruim nas pernas,  pode ter uma perda de pêlo, o pêlo não cresce,  não está chegando o sangue.  Por que o corpo vai  dar energia oxigênio para as células do pêlo?  O pêlo é irrelevante perante manter a perna viva.  Então, queda de pêlo, unha, unha fica quebradiça, fraca.  Às vezes você tem a má  circulação numa perna e não tem na outra.  A unha pode crescer  em velocidades diferentes e é muitas vezes aquele fungo,  aquela única micose, acaba se aproveitando  dessa unha que cresce lentamente, não tem a troca  e acaba se alimentando daquela unha.  E pode também ter alteração de cor na pele.  A pele fica roxa, a pele fica vermelha ou a pele  fica super pálida.  Todos esses são sinais de alerta de um problema  vascular.  Agora a gente tem que lembrar  que qualquer um desses que aparecem abruptamente  é um alerta maior ainda de que você  precisa de um cirurgião vascular.  Como toda doença circulatória,  os fatores de risco são semelhantes.  Então, diabetes.  Eu nem considero o diabetes um fator de risco de doença  circulatória.  Diabetes é igual a doença circulatória.  Todo mundo que tem diabetes  vai ter em algum grau, um dano arterial.  A questão é o dano  pode não ser grande o suficiente  para trazer sintomas, ainda mais que o dano está lá.  E a diabetes começa  principalmente nas artérias pequenininhas,  nas artérias que irrigam os nervos.  E aí o nervo acaba morrendo por falta de oxigênio.  Com o nervo morto,  não avisa o cérebro que está ocorrendo dor, então  fica com o pé insensível, levando ao pé diabético.  E o pé diabético é bem grave  ou tem o risco de virar uma coisa muito grave  porque a pessoa já não sente qualquer machucadinho ali?  Pode virar uma infecção grande em pouco tempo.  Quem tem diabetes tem que estar sempre  preocupado com a sensibilidade dos pés  e com qualquer pequena lesão.  Tem que sempre estar  examinando e pode ser um auto exame.  Não precisa ir até o médico para avaliar o pé.  Obviamente, periodicamente é bom.  Aí vem o tabagismo.  Fumar é uma catástrofe para sua circulação.  Não pode fumar  e não adianta trocar o cigarro por vez p a obesidade.  Então, se está muito obeso,  isso é fator de risco para a aterosclerose.  E o obeso vai estar comendo errado?  Vai aumentar colesterol, aumentar a triglicérides?  Vai. Obviamente o obeso, ele vai estar mais sedentário,  não vai estar se movimentando tão bem. E eu?  Quando eu estava obeso,  eu estava subindo escada de degrau em degrau.  Aí quando eu consegui perder os 25 quilos,  eu já voltei a pular dois tem três degraus.  Então esse  sedentarismo da obesidade, ele é causa e consequência,  porque o próprio sedentarismo vai causar mais obesidade.  Aí a pessoa entra num ciclo ruim  e aí vem a hipertensão arterial, a obesidade  ou o tabagismo.  Tudo isso aumenta a pressão arterial  e a pressão arterial causa dano na parede,  o enrijecimento da parede arterial, que é a  aterosclerose.  Então como é feito o diagnóstico vascular?  Primeiro você tem que ter a suspeita  e se tiver qualquer um desses sinais  e sintomas de alerta que eu falei,  pronto, dá um tique ali na suspeita.  Tá na hora de consultar um cirurgião vascular,  o cirurgião vascular.  Ele tem a possibilidade de examinar,  Então, com a palpação de pulso,  apertando e vendo se tem inchaço, não tem.  Ele consegue dizer que doença você tem?  Em 90% dos casos, somente 10% dos casos  ele vai precisar de  um exame subsidiário  para conseguir dizer qual que é o problema.  A questão é que normalmente vai no vascular  e aí ele vai pedir o exame porque o exame  ele não serve para o diagnóstico.  O diagnóstico ele já tem, ele já sabe o que você tem.  O exame está lá para ajudar no planejamento terapêutico.  E assim  eu já sei o que a pessoa tem,  tem varizes, tem insuficiência venosa.  Agora eu estou pedindo exame  para ver como que eu posso tratá la.  É o exame mais comum de ser solicitado  no consultório vascular.  É o eco Doppler, que é a associação do ultrassom  com a imagem da velocidade do fluxo do sangue  que é o Doppler para o sistema linfático  é um pouquinho mais complicado.  A gente até pode  usar o ultrassom para avaliar a presença de líquido ali  no espaço da gordura, mas um exame mais conhecido  é a linfa, o cintilografia, que seria a injeção  de uma substância radioativa entre os dedos dos pés.  E como é um exame incômodo e na maioria das vezes  ele não muda a conduta,  ele não é tão frequentemente assim  solicitado pelo cirurgião vascular.  Dito tudo isso é meio claro que o coração  é a nossa bomba principal e que vai bombear o sangue  para as artérias e veias.  Vão trazer o sangue de volta para o próprio coração.  Só que, pra que isso,  esse ciclo se complete, é necessário a ajuda  do nosso coração secundário, do nosso coração periférico.  Essa segunda bomba é a contração  da musculatura das pernas, principalmente da panturrilha.  A gente tem a esponja plantar, tem a contração  da musculatura da coxa.  Tudo isso vai ajudar a comprimir essas veias.  É por causa das válvulas  que estão lá funcionando,  Vão levar o sangue de volta pra cima.  Então eu já tenho certeza que  você entendeu o que é um exercício  bom do ponto de vista circulatório,  são os exercícios  que vão estimular esses mecanismos de retorno.  Então, a partir de agora eu vou passar pra vocês  os oito melhores exercícios para sua circulação  e depois eu ainda vou dar uma dica final.  Aquela coisa que se você fizer direito,  com certeza não vai ter um evento circulatório tão grave.  Então o primeiro exercício é a caminhada.  A caminhada é um exercício  super simples, disponível para todo o mundo democrático.  Basta você abrir a porta, sair caminhando, caminhar  é um exercício de baixo  impacto que acaba exercitando toda a musculatura da perna  e, consequentemente, ajuda a bombear  o sangue de volta para o coração.  Além disso, a caminhada ajuda a melhorar a função cardíaca.  O coração também melhora e, de quebra,  ainda melhora o seu humor, melhora o bem estar geral.  Você vai até dormir bem se você fizer uma caminhada.  Então, lembre  se você não precisa de uma esteira pra isso.  Coloque um calçado  confortável, abra a porta, saia pra caminhar no bairro,  você vai aumentando periodicamente a distância  percorrida e isso é importante.  É a chave, é a periodicidade, é a rotina, é a consistência.  Se você fizer isso diariamente,  você vai sentir em pouco tempo o benefício para sua saúde.  O segundo exercício que eu vou falar  é desenhar com os pés.  Desenhar com os pés  vai melhorar o seu arco, plantar melhorando a bomba  plantar, que é o que ajuda a impulsionar também  o sangue de volta pra cima.  Os exercícios do arco plantar  não só melhoram a bomba, como também podem ajudar  a sair daquela ação do pé plano.  Então movimente os pés  e vamos pro  terceiro exercício rápido  e eficaz para melhorar a circulação dos pés.  É simples Primeiro sente se confortavelmente,  estique as pernas a frente,  Agora com as pontas dos pés, comece a desenhar círculos  no ar.  Faça isso por 30 segundos, alternando a direção dos círculos.  Primeiro, gire para um lado,  depois mude e gire para o outro.  Esse movimento ajuda a ativar a circulação  dos pés e tornozelos, o que é ótimo,  especialmente se você passa muito tempo sentado ou em pé  e vamos para o quarto exercício para melhorar  sua circulação.  É específico para a musculatura da panturrilha,  o principal coração periférico.  Então fique em pé  com os dois pés apoiado no chão  ou com as pontas dos pés num degrau,  mantendo afastado na largura dos ombros.  Mantenha o corpo ereto e os braços relaxados  ao lado do corpo ou use para equilibrar.  Levante os calcanhares do chão,  elevando se nas pontas dos pés.  Você deve sentir a tensão na musculatura das panturrilhas.  Tente manter o equilíbrio, concentrando se em levantar  e abaixar os calcanhares de maneira lenta e controlada.  Após alcançar a posição máxima na ponta dos pés,  abaixe os calcanhares de volta ao chão suavemente.  Faça o movimento de forma controlada,  sem deixar os calcanhares baterem no chão.  Repita esse movimento de elevar  se nas pontas dos pés e abaixar os calcanhares  15 vezes.  Esse exercício ajuda a fortalecer as panturrilhas,  melhorando a circulação das pernas.  Nesse quinto exercício, para melhorar  sua saúde circulatória. E o agachamento?  Ele é melhor quando feito  em cima de uma plataforma vibratória,  porque vai ajudar a estimular a musculatura do core.  Mas a plataforma vibratória, ela não é essencial  e o agachamento já vai ajudar  bastante a musculatura das pernas.  Comece ficando de pé,  com os pés afastados na largura dos ombros.  Mantenha seus pés firmemente no chão.  Mantenha as costas retas.  Imagine que você está encostado numa parede.  Isso vai ajudar a manter uma boa postura  durante o exercício.  Flexione os joelhos  e desça o quadril como se fosse sentar  em uma cadeira imaginária.  É importante que seus joelhos não ultrapassem a linha  dos pés.  Desça até que suas coxas estejam paralelas ao chão  ou o mais próximo possível disso.  Se você é iniciante, não precisa descer muito.  Com o tempo, você vai  pode aumentar a profundidade do agachamento.  Empurre os pés contra o chão para voltar à posição inicial.  Lembre se de manter as costas retas e a cabeça erguida.  Faça de 10 a 15 repetições  ou o que for confortável para você  e vamos para o sexto exercício.  Para sua saúde vascular é o uso da faixa elástica nos pés.  Sente se em uma cadeira com a coluna reta.  Estenda as pernas à frente  com os joelhos levemente flexionados.  Pegue uma faixa elástica  e coloque ao redor  da parte de baixo dos seus pés,  segurando as extremidades da faixa com as mãos.  Ajuste a tensão da faixa conforme necessário  para que haja resistência.  Ao movimentar os pés  com a faixa em posição, comece a flexionar os pés,  puxando as pontas dos pés  em sua direção e depois estendendo  e empurrando as para longe de você.  A faixa elástica criará  resistência, tornando o movimento mais desafiador.  Faça esse movimento de flexão e extensão repetidamente,  mantendo um ritmo constante.  Comece com 10 a 15 repetições e aumente gradativamente  à medida que sua força e resistência melhoram.  Foque em sentir os músculos  das panturrilhas e do arco dos pés,  trabalhando contra a resistência da faixa.  E agora eu vou falar do sétimo  exercício para melhorar  sua circulação, que é a movimentação das pernas.  Primeiro, deite se de costas, mantendo as pernas esticadas.  Agora flexione uma das coxas, trazendo o joelho  em direção ao abdômen.  Em seguida,  estenda a mesma perna para cima, mantendo a reta.  Por fim, retorne a perna à posição  inicial, esticando a de volta ao chão.  Repita esse movimento 15 vezes com cada perna.  Esse exercício é ótimo  para ativar a circulação sanguínea das pernas,  especialmente se você passa muito tempo sentado.  Então, o sétimo exercício é o fortalecimento  da musculatura das pernas.  Vamos fortalecer a musculatura com um exercício simples,  mas efetivo.  Primeiro, deite se de costas, numa posição confortável.  Agora coloque um travesseiro ou almofada entre seus pés.  Enquanto mantém essa posição, pressione  um pé contra o outro, garantindo que a almofada  ou travesseiro fique firme entre eles.  Em seguida,  levante o quadril do chão e mantenha essa posição por 6 segundos.  Sinta a tensão na musculatura das pernas e do abdômen  enquanto faz isso.  Depois, deixe o quadril de volta à posição de repouso.  Esse movimento  não só fortalece as pernas, mas também ajuda a melhorar  a circulação sanguínea na área.  Repita várias vezes.  E finalmente chegamos no oitavo  exercício para sua circulação.  Mais um auto cuidado, uma massagem nas pernas.  Vamos lá?  O exercício de massagem  nas pernas que vai ajudar a melhorar  a sua circulação é fácil e relaxante.  Comece deitando se de costas.  Primeiro vamos trabalhar a perna direita.  Flexione a coxa direita em direção ao abdômen,  trazendo o joelho mais próximo possível do queixo.  Segure seu pé com ambas as mãos.  Agora, estenda a perna para cima,  deixando suas mãos deslizarem do tornozelo  até o joelho, aplicando uma leve pressão.  Então abaixe lentamente a perna,  deixando suas mãos deslizarem pela coxa.  Continuando a aplicar uma leve pressão.  Repita este movimento de 8 a 10 vezes com cada perna.  Esta massagem ajuda  a ativar a circulação na área e é ótima para aliviar  a tensão muscular.  E para quem está aqui com a gente,  já há um bom tempo no canal,  sabe que eu falo bastante dos exercícios no livro aqui?  Método de exercícios para o Lipe é demais,  mas são exercícios que ajudam todo mundo.  E eu não esqueci não, pessoal.  A dica principal para conseguir melhorar  a sua circulação é a hidratação.  Tem que tomar água.  E por que eu deixei aqui para o final?  Porque o exercício também faz você transpirar.  Então você tem que lembrar  de que tem que tomar água  não só para a circulação, mas também para  conseguir fazer o exercício adequadamente.  Tem vários trabalhos que mostram  que a desidratação levam a boa parte desses  sintomas vasculares que eu falei.  Então você pode muitas vezes  evitar a necessidade de um cirurgião vascular  se começar a tomar água adequadamente.  E quanto que é o adequado?  35 ml por quilo de peso.  Então, para uma pessoa que pesaria  100 quilos, dá três litros e meio.  Mas uma pessoa com um peso médio de 70 quilos,  a quantidade  esperada de ingestão de água é de dois litros e meio.  Agora, numa época que está mais  quente, é necessário aumentar isso aí.  E aí você já está fazendo  algum exercício para a sua circulação?  Escreve lá embaixo nos comentários que eu quero  saber. Gostou do nosso vídeo?  Inscreva se no nosso canal, clica no sininho  para receber as notificações.  Montem um grupo exclusivo no WhatsApp  para quem quiser mais dicas, é só clicar no link lá embaixo  e fica aí que eu vou colocar o próximo  melhor vídeo para você assistir.

Entendendo a Má Circulação

A má circulação é muitas vezes resultado de condições como aterosclerose (placas de gordura nas artérias), varizes (veias dilatadas e tortuosas), trombose venosa (coágulos sanguíneos nas veias) e outras doenças vasculares. Fatores como idade avançada, diabetes, tabagismo, obesidade e hipertensão arterial são riscos significativos para o desenvolvimento dessas condições.

Sintomas Comuns

Os sintomas de má circulação incluem:

  • Dor nas pernas, que pode variar dependendo da condição vascular subjacente.
  • Sensação de peso e cansaço, especialmente ao final do dia.
  • Cãibras noturnas, muitas vezes relacionadas a deficiências nutricionais ou problemas circulatórios.
  • Alterações de temperatura e cor na pele, indicando fluxo sanguíneo inadequado.

Exercícios Recomendados para Melhorar a Circulação

  1. Caminhada: Um exercício de baixo impacto que beneficia toda a musculatura da perna, melhorando o retorno venoso e a função cardíaca.

  2. Movimentos Circulares com os Pés: Sentado ou deitado, movimente os pés em círculos para ativar a circulação nos tornozelos e pés.

  3. Elevação de Panturrilhas: De pé, eleve-se nas pontas dos pés e abaixe os calcanhares lentamente. Isso fortalece as panturrilhas, auxiliando no retorno venoso.

  4. Agachamentos: Fortalecem as pernas e melhoram a circulação sanguínea, principalmente quando realizados com boa postura.

  5. Exercícios com Faixa Elástica: Utilize uma faixa elástica para criar resistência ao movimentar os pés, fortalecendo as panturrilhas e o arco dos pés.

  6. Movimentação das Pernas: Deitado de costas, movimente as pernas alternadamente, trazendo o joelho em direção ao abdômen e estendendo a perna para cima.

  7. Fortalecimento Muscular com Almofada: Pressione um pé contra o outro com uma almofada entre eles, fortalecendo a musculatura das pernas.

  8. Massagem nas Pernas: Deitado, faça movimentos de massagem nas pernas, desde o tornozelo até a coxa, para ativar a circulação local.

Dica Extra: Hidratação

Além dos exercícios, a hidratação adequada é essencial para manter uma boa circulação sanguínea. A recomendação geral é de 35 ml de água por quilo de peso corporal, ajustando-se conforme a necessidade individual e as condições climáticas.

Conclusão

Melhorar a circulação sanguínea é fundamental para a saúde vascular. A prática regular desses exercícios, acompanhada de uma boa hidratação e hábitos de vida saudáveis, pode prevenir e aliviar os sintomas de má circulação. Lembre-se sempre de consultar um profissional de saúde antes de iniciar qualquer rotina de exercícios, especialmente se já existirem condições de saúde subjacentes.

Qual sua nota para este artigo?

0 / 5

Your page rank:

>
error: Alerta: Gostou do nosso conteúdo? Assine nosso canal!!