Pular para o conteúdo

Pernas inchadas: o que pode ser?

Pernas inchadas

Pernas inchadas não necessariamente é uma doença, e embora a maioria das mulheres saiba disso, isso não deixa de as preocupar, especialmente quando falamos das mais vaidosas.

Assim, é comum nos perguntarmos o que pode estar causando esse inchaço e como podemos reverter ou evitar que isso venha a acontecer.

Se esse for o seu caso, o texto a seguir é para você. Veja a seguir as causas desse inchaço e como você pode se prevenir.

Sumário

Pernas inchadas? Por que estou com isso?

O inchaço (também chamado de edema) ocorre quando grandes volumes de líquido linfático são depositados nos tecidos (acúmulo de líquidos).

Esses líquidos são compostos principalmente de água, proteínas e outras células. Se o inchaço for extenso ou persistir por muito tempo, pode ser sinal de algo além de um estado de retenção hídrica.

A retenção de líquidos ocorre na maioria dos casos de forma localizada nos membros inferiores – pernas, pés e tornozelos – mas também pode aparecer de forma generalizada por todo o corpo.

O inchaço também ocorre na parte superior do corpo, como nas mãos ou no rosto, ou se concentra em apenas uma parte destes.

O inchaço ou edema dos membros inferiores é um sintoma muito comum que pode estar relacionado com doenças vasculares, como a trombose venosa profunda, mas também pode ser causado por outras doenças ou mesmo pelo hábito de vida, como ficar muito tempo parado. O inchaço é um sintoma que deve ser diagnosticado e tratado cedo para evitar complicações, mas existem várias outras causas, como problemas cardiológicos, falha renal, falta de proteínas no sangue e outras doenças. Quando ocorre inchaço, é importante procurar um médico para investigar as possíveis causas e, se necessário, ser direcionado a um cirurgião vascular para tratar problemas vasculares.

olá sou doutora alexandra matos  cirurgião vascular do instituto mato e  hoje nós vamos falar sobre inchaço ou  edema dos membros inferiores  o inchaço é um sintoma muito comum tenho  certeza que você está me ouvindo já  sentiu em algum momento inchaço nas  pernas  então é um sintoma que está muito  relacionado com as doenças vasculares  mas que pode ocorrer em outras doenças  também e até em situações que não são  doença mais relacionadas com o hábito de  vida então o edema ortostática por  exemplo o fato de ficar muito tempo  parado muito tempo de pé sem se mexer  isso pode causar o inchaço em qualquer  um  é só lembrar de uma viagem longa de  avião uma viagem longa de ônibus  tirou o sapato e depois não consegue  colocar o sapato de volta então esse é  um enxágue ortostática um edema porto  estático que não tem não está  relacionado com uma doença e que a  mudança do hábito de vida ou a situação  pode acabar melhorando as pessoas buscam  o cirurgião vascular com a queixa de  inchaço principalmente por causa da  trombose venosa profunda que é uma  doença grave que todo mundo já já ouviu  falar em os nossos vídeos falando de  trombose venosa e esse inchaço ele tem  que ser diagnosticado cedo e tratado  cedo para evitar as complicações mas  nesse meio entre uma inchação que não  está relacionado a uma doença  diretamente esse inchaço de uma doença  muito grave  existem várias outras causas desde  causas cardiológicos quando o coração  falha e não consegue trazer o sangue de  volta pra cima e tem o inchaço bilateral  até falha do sistema renal de filtração  também pode causar inchaço falha da da  quantidade de proteínas no nosso sangue  ou seja várias doenças de diversas  especialidades podem estar relacionadas  com o inchaço então a sugestão é quando  tiver um inchaço procure ou o clínico  geral com o intuito de buscar mais  amplamente todas as causas e assim será  direcionado ao cirurgião vascular  somente  a causa for relativo a um problema  vascular ou seja trombose venosa  profunda ou varizes mais frequentemente  ou procure direto o cirurgião vascular  que ele vai afastar as causas mais  graves e pode iniciar a pesquisa pra  outras causas desse inchaço  veja também os nossos outros vídeos nas  mídias sociais  estamos à disposição  [Música] 

Por que ficamos com as pernas inchadas?

O inchaço nas pernas aparece após uma estagnação de líquidos ou seu fluxo aumentado.

A presença de líquido intersticial, presente entre dois tecidos, pode dificultar a circulação linfática chegando até a favorecer infecções.

Gestantes e idosos são mais propensos a esse distúrbio, mas também pode ocorrer em pessoas simplesmente predispostas, acamadas ou em situações como obesidade e menopausa.

O inchaço nas pernas é acompanhado de dor, sensação de peso, tensão e dificuldades motoras.

Pode ocorrer repentinamente: por exemplo, pés ou tornozelos que incham durante a noite, mas na maioria das vezes se comporta de maneira enganosa, tanto que pode ser confundido com um simples ganho de peso.

Quais são as causas e doenças?

Mencionamos na introdução que o inchaço não é uma doença, mas sim um sintoma da presença de algo errado.

A primeira coisa a fazer quando aparece um inchaço estranho é certificar-se de que é edema com pressão; feito isso, antes de tomar qualquer ação, é essencial entender a qual doença ela está relacionada.

Pode ser retenção de água, inflamação ou um problema mais complexo.

Vamos tentar distinguir em categorias:

Os inchaços na perna mais comuns pode sinalizar a presença de:

  • Retenção de água
  • Insuficiência venosa (varizes)
  • Disfunção dos canais linfáticos
  • Infecções ou lesões
  • Alergias
  • Trombose Venosa Profunda (TVP)
  • Tromboflebite (Tromboflebite aguda e Tromboflebite crônica)
  • Úlcera venosa
  • Linfáticas
  • Linfedema
  • Arterial
  • Fase de dor isquêmica de repouso da aterosclerose
  • Outros órgãos e sistemas
  • Lipedema
  • Insuficiência hepática
  • Insuficiência Renal
  • Síndrome nefrótica
  • Insuficiência cardíaca direita
  • Hipotireoidismo
  • Hipoproteinemia
  • Hormônios
  • Artrose
  • Diabetes
  • Trauma, lesão muscular, síndrome da pedrada
  • Queimadura
  • Drogas
  • Reposição hormonal e uso de determinados medicamentos
  • Bloqueadores do canal de cálcio, esteróides, antiinflamatórios não esteroidais
  • Infecção
  • Celulite
  • Erisipela
  • Osteomielite

Além das muitas causas citadas acima, pernas inchadas também pode aparecer quando:

  • A pessoa está em um período de pós cirurgia de bypass arterial coronariana
  • Obesidade

Inchaço localizado e varizes

A insuficiência venosa é certamente uma das causas mais comuns de pernas inchadas e geralmente ocorre em conjunto com as varizes mais visíveis.

O aparecimento de varizes nas pernas é muitas vezes encarado como um problema puramente estético, mas é um processo patológico que não deve ser menosprezado.

É importante levar a sério o aparecimento de varizes no corpo porque são o sinal de uma disfunção que pode levar a consequências incapacitantes.

A insuficiência venosa e o consequente acúmulo de líquidos levam a uma sensação de peso nos membros inferiores e a uma dilatação mais preocupante das veias.

Curas e remédios para pernas inchadas

Formas leves de inchaço nas pernas regridem independentemente ou com algumas precauções. Esses bons hábitos são os mais recomendados para evitar hipertensão ou retenção hídrica:

  • Nutrição equilibrada
  • Tomar bastante líquido
  • Exercício físico
  • Evitar álcool e fumo
  • Dormir com as pernas ligeiramente elevadas
  • Usar meias de compressão graduada

A compressão graduada ajuda a prevenir distúrbios relacionados à circulação sanguínea e linfática, mas também é um grande apoio para quem sofre de diversas doenças.

Em caso de pernas inchadas, causadas por retenção de líquidos, a prática dos hábitos mencionados acima promove o retorno circulatório e auxilia na eliminação do inchaço.

Garantir nossa saúde e bem-estar não precisa ser um esforço: alguns pequenos hábitos para integrar à nossa rotina serão suficientes para nos garantir mais despreocupação.

Por que se cuidar?

O cuidado vai evitar o aparecimento de marcas e cicatrizes indesejadas nas pernas. Uma das coisas que mais mantém a autoestima feminina é justamente o cuidado com o corpo.

Portanto, saiba que quanto mais você tiver bons hábitos, mais você poderá manter a cabeça longa dessas preocupações.

Acima de tudo, evitando ficar com as pernas inchadas, você vai se sentir bem consigo mesma e exaltar o máximo a sua beleza.

Neste vídeo, o Dr. Alexandre Amato, cirurgião vascular do Instituto Amato, fala sobre a relação entre alimentação e sintomas inflamatórios no corpo, como dor e inchaço. Ele explica que alimentos com alto teor de açúcar refinado, carboidratos refinados e sal podem causar inflamação, além de dar dicas de como evitar esses alimentos na dieta. O glúten, uma proteína presente na farinha de trigo, cevada e centeio, também pode causar inflamação em pessoas com sensibilidade ao glúten, além da doença celíaca. O Dr. Amato enfatiza a importância de ler os rótulos dos alimentos e buscar opções mais naturais e menos industrializadas na dieta.

Olá, tudo bem? Você tem muita dor no corpo, tem muito inchaço, inchaço nas pernas, inchaço nos dedos. Será que você já percebeu alguma correlação disso com a sua alimentação? Eu sou doutor Alexandre Amato, cirurgião vascular do Instituto Amato e hoje vou falar os alimentos que podem tá te inchando, pode tá te causando dor e você nem parou pra prestar atenção. Nós somos o que nós comemos, ou melhor, nós somos o que nós absorvemos ao comer, porque também não adianta comer, sai tudo e ver nada, também não isso acaba não ficando no nosso corpo, então nós somos o que nós absorvemos ao comer. Algumas pessoas acreditam que os alimentos não influenciam tanto assim no no nosso corpo, né? Eu recomendo comer uma pimenta, uma Carolina e vê se não sente nada mesmo e se não tem nenhum efeito no corpo. Comer uma pimenta dessa, você vai começar a transpirar, vai começar a ter um calorão e é meio que óbvio que os alimentos influenciam sim, influenciam bastante na nossa saúde. Então, dependendo você tá comendo, você pode tá sentindo dor por causa disso ou pode tá sentindo inchaço também. Você conhece alguém que tem dor ou inchaço e pode tá associado com a alimentação? Pega o link desse vídeo, encaminha que vai ajudar, com certeza, porque eu vou falar aqui os alimentos que mais influenciam nisso e vou dar as dicas de como evitar. Eu falo bastante dos alimentos que inflamam, né, Tenho até a dieta anti-inflamatória é exatamente por causa disso, então os alimentos que inflamam podem causar dor, pode causar inchaço, pode causar outros sintomas inflamatórios também. E tem alguns alimentos que são mais comuns causarem isso. Em alguns alimentos são bem específicos pra cada pessoa. Quando a gente tá falando, por exemplo, de alergia, é muito simples, né? Você come alguma coisa depois de alguns minutos ou horas, você tem uma reação alérgica e vai parar no hospital por causa disso, é o corpo reagindo a alguma proteína do desse alimento. Agora, nós podemos ter uma inflamação mais amena, menos grave e fica cronicamente lá constantemente atingindo o nosso corpo e a gente sabe que a inflamação crônica traz a maioria das doenças degenerativas e que as pessoas acabam falando que é da idade, na verdade é tempo de inflamação. Então, o que que pode tá causando inflamação? Assim como existem alimentos que evitam estresse oxidativo são os antioxidantes, também existem alimentos que causam o estresse oxidativo, que é no nosso corpo a resposta a inflamação, aumentando radicais livres, aumentando uma resposta do nosso corpo a esse a essa agressão. Então a gente tem que evitar esses alimentos que tem esse potencial inflamatório e buscar os alimentos que tem um potencial anti-inflamatório. Então vamos lá, vou passar os seis alimentos que mais podem tá te causando inflamação, dor, inchaço, todas essas sensações ruins aí de sintomas inflamatórios. Eu já falei outras vezes aqui dos pós-brancos que destroem a sociedade. No final a gente fica dando volta e acaba chegando mais ou menos na mesma coisa. O primeiro alimento com chegando mais ou menos na mesma coisa. O primeiro alimento com certeza é o açúcar refinado. Então a gente pode pensar, ah o a o açúcar vem da cana de açúcar e a cana de açúcar tem bastante nutriente, tem bastante fibra. Realmente a cana-de-açúcar tem. Recentemente eu até tomei uma bebida que tinha um um uma cana de açúcar pra pra adoçar, mas quando ela passa pelo processo de refinamento não sobra nada, não sobra nenhum nutriente, caloria pura e sem nutrição nenhuma. E se a gente vai comendo muito alimento processado, muito alimento industrializado, a gente tá comendo açúcar sem perceber. Você pode lembrar do do dos alimentos doces, né? Bolo, bolacha doce, bolacha, biscoito, né? O Brasil inteiro fala de forma diferente, comenta lá em comé que você chama na na sua região, mas tudo que é doce você já imagina que tem o açúcar, agora você não imagina que o açúcar também é adicionado nos alimentos salgados, então por exemplo uma bolacha salgada tem açúcar também, um molho salgado pra fazer ahm o macarrão por também, um molho salgado pra fazer ahm o macarrão por exemplo vai ter açúcar, então porque que tem tanto açúcar disseminado no nos nossos alimentos, né? Principalmente nos industrializados, porque ele vicia? Porque ele dá um sabor que faz você querer um pouco mais, ele vai dar um pico glicêmico, esse pico glicêmico dá uma saciedade pro nosso corpo temporário, porque assim que essa glicemia cai, o nosso corpo vai pedir mais energia, mais caloria vazia. Então, isso acaba fazendo você comer mais e para a indústria, que quer obviamente vender mais alimento, isso aí é é benéfico, mas pra você, isso é extremamente maléfico. Então, o açúcar refinado, ele vai causar inflamação por várias mecanismos, eu tenho um vídeo inteiro falando disso aqui no no canal do efeito do açúcar na nossa circulação e é impressionante como a gente come açúcar sem perceber. Então é importante aprender a ler a embalagem dos alimentos e ver lá atrás o quanto que tem de de açúcar adicionado. E pra fugir disso a solução é fazer seu próprio alimento, buscar os alimentos mais saudáveis, mais naturais, menos industrializados e por exemplo na na história do molho, faça seu molho, então aí você coloca o que você quer, o que você sabe que que é saudável. Use mais ervas, use mais temperos e menos sal e açúcar. E quando você não conseguir fugir do industrializado, faça questão de ler o que tá escrito lá atrás naquela tabelinha nutricional que tem que tá escrito direitinho quanto que tem de açúcar e aí você não vai ser enganado. Mas falando do açúcar, não é só o açúcar um problema, o carboidrato em geral, assim que ele cai no no nosso corpo e ser degradado, ele já vai virar açúcar também. Então, principalmente os carboidratos refinados, né? Que tem ausência de vários nutrientes e muitas vezes tem até o processo químico, processo de industrialização que acaba tirando todo tudo que é útil naquele carboidrato, mas isso não quer dizer que todo carboidrato em geral é é ruim. Não, a gente tem que buscar os carboidratos mais complexos, buscar os carboidratos mais ricos em em nutrientes, buscar os carboidratos que levam tempo pro nosso corpo conseguir quebrar e transformar em em energia. Aquele que a gente entrega pronto como como energia, ele é muito pobre nutricionalmente e ele vai ser muito mais próximo de um açúcar e ele vai também dar aquele pico glicêmico que vai dar a necessidade de comer mais depois. Então, os carboidratos refinados em geral, eles também vão inflamar, vão trazer um inchaço, vão trazer uma dor articular. Agora, a gente pode substituir por carboidratos mais ricos em fibras, que eles não vão ser tão deletérios assim pra saúde. O segundo não vão ser tão deletérios assim pra saúde. O segundo alimento que também pode causar inflamação, dor, inchaço, também faz parte daquele grupinho de pós-brancos que tão destruindo a sociedade é o sal, o sal sódio tá extremamente correlacionado com a hipertensão, com a aterosclerose, com as doenças vasculares em geral, eu sou cirurgião vascular, né? Por isso que eu trago essa informação aqui pra vocês, porque muitas vezes as pessoas com dor na perna, chegam com com inchaço e aí da onde tá vindo tudo isso? Muitas vezes é da alimentação ou foi da alimentação durante a vida toda e agora tá colhendo os frutos de uma alimentação errada durante décadas. Então você tem que saber o que que é o correto pra depois lá na frente não ficar se lamentando. Então o sal o sódio na verdade o excesso do sal ele é maléfico pra nossa saúde. A gente precisa do no nosso corpo pro nosso metabolismo funcionar, mas é um pouquinho só e assim com os industrializados de hoje em dia as pessoas tão exagerando sem perceber. O sódio não pode passar na nossa alimentação de dois gramas por dia e o pessoal tá comendo muito mais do que isso duas, três vezes isso porque nos industrializados o sal também é usado como aditivo e o sal ele vai causar retenção de líquido, vai causar inchaço, vai causar inflamação, pode causar dor, tanto a curto prazo como a médio, longo prazo. E qual que é a saída pra você evitar tanto sal na sua vida? Primeiro leia aquela tabelinha que eu falei nutricional atrás do dos alimentos que você acaba comprando, mas fugir dos industrializados, fugir dos processados são alimentos que com certeza vão colocar como aditivo o sal, fazer mais os alimentos em casa, assim você sabe exatamente o que você tá colocando, buscar o alimentos mais naturais, de forma que você descasca mais e desembala menos, isso é muito importante, é uma dica prática e muito boa. Reduza os então, comer em é uma dica prática e muito boa. Reduza os então, comer em restaurante ou restaurante de comida rápida, todos esses essas lanchonetes. Eles vão caprichar bastante, tanto no sal quanto no açúcar. São aditivos que fáceis de utilizar, fáceis de induzir a pessoa voltar lá pra comer depois em pouco tempo. O Terceiro alimento que mais te inflama também tá nesse grupinho que eu falei, então a farinha de trigo, o glúten, o glúten é uma proteína que vem do da farinha de trigo, da cevada, do centeio. Algumas pessoas são extremamente intolerantes ao glúten são as pessoas que tem a doença celíaca, né? A doença celíaca é uma doença muito grave, não pode comer glúten de jeito nenhum, mas tem muita gente que carrega uma certa sensibilidade ao trigo e ao glúten e não percebe, repetindo, come o glúten, continua comendo glúten porque ele é saboroso, é uma coisa que dá um sabor gostoso ao aos alimentos. Mas ele não passa também de um aditivo alimentar. O glúten é quase um grude, uma cola, ele dá a consistência no no alimento. Então, já cheguei a ver até carne temperada pronta que tinha glúten. **** por que que carne vai ter glúten. Provavelmente colocaram lá no tempero pro tempero conseguir grudar na carne. Pode pegar e ver, vai ter sódio elevado, vai ter um monte de aditivo alimentar que pode até ser saboroso assim ao ao paladar, mas vai ser extremamente maléfico pra nossa saúde. Eu vejo que essas pessoas que tão tem uma uma doença, doença celíaca, são extremamente intolerantes ao glúten, é visível, é fácil de identificar, saber o o quanto isso faz mal pra saúde. Mas tem um monte de gente nesse meio termo aí que também sofre com o glúten e não sabe porque o a proteína cai lá no nosso corpo e vai continuamente causar uma certa inflamação na parede intestinal e essa inflamação crônica perpétua vai trazer todas as doenças eh derivadas da inflamação crônica, então são várias na nossa vida então desde diabetes, obesidade, pressão alta, um monte de coisa derivada de inflamação crônica. O glúten já foi associado a dor de cabeça, dor pelo corpo, fadiga, essa sensação assim de crônica, ainda precisa de muito mais estudo pra falar especificamente das pessoas que não tem a intolerância ao glúten, tem muita coisa sendo estudada, mas que existe e existe. A gente precisa perceber o nosso corpo e é o que eu falo bastante de autoconhecimento. Você comer e perceber o que que esse alimento tá te causando no seu corpo nas próximas trinta e seis a setenta e duas horas. Isso é muito importante, a gente perceber o nosso corpo. Alimento que mais te inflama, gente perceber o nosso corpo. Alimento que mais te inflama, num sei nem se eu posso chamar de alimento, é a bebida alcoólica. A bebida alcoólica, ela vai causar uma inflamação, a inflamação em todo trato digestivo é uma substância lesiva, tanto que você usava álcool em gel pra matar o os germes ou continua usando, né? E a gente coloca isso pra dentro, ele vai matar as nossas células de certa forma. O quanto que a gente tolera isso? Também tem o vídeo inteiro falando do do álcool na na saúde, na saúde vascular, porque o álcool também tem o efeito de vasodilatação, então a gente tem que dosar muito bem essa informação, não posso sair usando álcool pra vaso dilatar, porque o álcool tem esse efeito também de irritação, causar inchaço, ele é um tóxico pro nosso corpo. O nosso corpo trabalha a mais pra tentar quebrar esse álcool e colocar pra fora de alguma forma e eu queria lembrar que o álcool também quando a gente quebra, ele transforma e caloria, então é a caloria vazia, sem nutriente nenhum. Apesar de ser aceito socialmente o uso do nutriente nenhum. Apesar de ser aceito socialmente o uso do álcool, ele não deixa de ser uma droga, ele faz mal pro nosso corpo. Quanto mais ingerido, mais dano vai causar. O quinto alimento que também pode tá te inflamando sem você perceber e é extremamente comum, são os refrigerantes. Então, os refrigerantes, tanto diet, light, zero, qualquer refrigerante, tem um monte de químico lá dentro. Além de os que não não são etcétera, também tem um monte de açúcar que foi lá o primeiro alimento que eu falei. Então, os refrigerantes eles vão ter corantes, eles vão ter substâncias químicas, tem ácido fosfórico, tem um monte de coisa lá. Pode ler na tabela nutricional lá atrás. Veja se você reconhece alguma coisa lá como um alimento de verdade. Então, os refrigerantes, então, vão falar dos que são diet, light, eles vão ter produtos químicos pra tentar saborizar. Então pode ter o sódio elevadíssimo que eu também já coloquei como um alimento que inflama. Refrigerante não posso considerar nem alimento. É um produto químico que você tá ingerindo e que vai alterar a sua flora intestinal vai alterar vai te inflamar cronicamente. Refrigerante já foi associado à obesidade a diabetes já foi associado a hipertensão. Então não faz sentido tomar refrigerante hoje em dia. Saiba que é é quase que um vício, né? Toda indústria ela produz o refrigerante coloca lá dentro exatamente o que você precisa não pra ficar bem, mas o que você precisa pra tomar a próxima dose pra você lembrar de querer a próxima dose, então você tem que sair desse vício, o que que é saudável, né? Tomar água, tomar água é extremamente saudável, né? Eu vejo gente falando pra mim, ah, mas eu não gosto de água. Gente, água Inodoro é incolor, num num tem gosto, num tem num tem sabor, então não tem como não gostar de água, você pode gostar mais de algo doce, gostar mais de algo que tem um sabor, você não tem como não gostar da água, cê conhece alguém que não gosta de água? Ou você gosta de água? Comenta lá embaixo, quero saber, você também pode substituir o refrigerante por chás, tem vários chás que são são saudáveis. Tem o um vídeo falando sobre o chá específico e a atuação na na saúde vascular, mas eu posso fazer um outro sobre vários tipos de chá, se você quiser comenta lá embaixo que eu tiro as ideias do dos vídeos lá no nos comentários. Eu não consigo responder todo mundo, mas eu tento ler tudo que aparece por ali. Agora, os sucos, será que os sucos naturais são tão saudáveis assim? Na verdade, as pessoas tomam o suco, tento substituir, né, o refrigerante por um suco, só que o suco também tem o açúcar, também tem a frutose da fruta e as pessoas acabam tirando tudo que é do suco, né? Ah, vamos coar pra tirar todas essas fibras que eu não gosto, né? Só que as fibras é que são saudáveis. E aí, você acaba tomando um suco de cinco maças, que é uma quantidade absurda de de açúcar pra substituir um refrigerante. Qual que é pior? Difícil dizer. Complicado. Então, toma muito cuidado com os sucos naturais. O suco ele pode ser mais saudável, mas tem que ser com muita parcimônia, não pode exagerar e tem que ter o tem que ter a a fibra junto. E agora, o sexto alimento, que pode tá te inflamando sem você perceber, são os alimentos embutidos, as carnes processadas. Esses alimentos, eles têm vários produtos químicos, conservantes, normalmente têm uma quantidade de sódio e exagerada também, vai ter bastante gordura saturada e acabam inflamando. Então, eu falei aqui os seis principais alimentos que podem tá te inflamando, causando dor nas articulações, dor na perna, causando também e tudo isso derivado dessa informação por causa da alimentação errada. Oitenta e sete por cento das pessoas que tão assistindo esse vídeo aqui não estão inscritas no canal e eu não sei porque. Gente, eu só passo informação boa aqui, o canal vive por causa dos inscritos. Então, por favor, clica lá embaixo no botãozinho de se inscrever. Como a comida de verdade, fuja dos alimentos processados, abra menos saquinho pra comer. Vá na e não vá no no corredor dos processados no no no supermercado. Uma alimentação saudável é a chave para uma vida saudável e pra qualidade de vida também, uma uma vida longa e com muita qualidade. Gostou do nosso vídeo? Não esqueça de compartilhar, mande pra todos seus amigos e fica aqui que eu vou colocar o próximo melhor vídeo pra você assistir.

Qual sua nota para este artigo?

0 / 5

Your page rank:

>
error: Alerta: Gostou do nosso conteúdo? Assine nosso canal!!