Insuficiência Venosa Profunda. Varizes profundas?

YouTube video
Já ouviu falar em varizes profundas? O Dr Alexandre Amato, cirurgião vascular do Instituto Amato (www.amato.com.br), explica sobre a insuficiência venosa profunda, quando a incompetencia valvular acomete as veias mais profundas das nossas pernas.

O Prof. Dr. Alexandre Amato é professor de cirurgia vascular da UNISA e chefe da cirurgia vascular do Instituto Amato (www.amato.com.br). Cirurgião Vascular e Varizes👨‍⚕Especialista em Lipedema, Doutor (PhD) pela USP🎓Médico Assist. Hosp. San Raffaele – Milão 2008 🇮🇹 Prof. da UNISA👨‍🔬📞11 50532222
Escreveu vários livros (https://www.amato.com.br/livro/), e está dando esse de presente para você: http://bit.ly/HistoriaCirurgia, aproveite
Siga no Facebook: https://www.facebook.com/institutoamato/reviews
Instagram: https://www.instagram.com/dr.alexandreamato/
Twitter: https://twitter.com/alexandre_amato
LInkedIn: http://bit.ly/35KxJU3
WhatsApp: (11)933183661 ou pelo link http://bit.ly/2RchoCt

Estamos à disposição na Av Brasil, 2283. Tel 11 5053-2222 ou WhatsApp 11 93318-3661. Nosso site: www.amato.com.br


— transcrição —


Olá sou Dr Alexandre Amato, cirurgião vascular do Instituto Amato, e hoje vou falar sobre a insuficiência venosa profunda. Nós temos dois principais sistemas venosos em membros inferiores. Nós temos o sistema venoso superficial e temos o sistema venoso profundo; quando nós estamos falando de varizes, varizes visíveis, veias tortuosas, visíveis a olho nu. Elas são decorrentes de uma falha do sistema venoso superficial. O sistema venoso superficial é responsável por 10% do retorno venoso no nosso corpo e o sistema venoso profundo que está escondido lá dentro da perna e que não é visível ele é responsável por 90% do retorno venoso. Tanto o sistema venoso superficial quanto o sistema venoso profundo possuem válvulas que direcionam esse fluxo do sangue para cima, quando há uma doença do sistema venoso superficial, das varizes que são visíveis. Elas podem ser retiradas e tratadas. É mais simples porque o sistema venoso superficial é responsável só por 10 % do retorno venoso. Então se a gente tira essas veias que estão direcionando o fluxo para o lado errado o sangue passa a ser levado para o coração pelo sistema venoso profundo que tem a capacidade natural de 90% do retorno venoso. Agora o problema ocorre quando há um dano do sistema venoso profundo. Já ouvi as pessoas chamarem de varizes internas. Esse termo não existe. Varizes internas. Varizes tem que ser veias visíveis e tortuosas. Então não tem como haver varizes internas, mas o princípio é esse: Então as válvulas venosas do sistema venoso profundo não estão funcionando. Então o sistema venoso profundo não está direcionando o fluxo do sangue de volta para o coração. Quando isso ocorre a gente não pode tirar as veias do sistema venoso profundo porque elas são muito importantes e a gente começa a ficar mais restrito com os tratamentos que a gente pode oferecer. Então passa a ser muito mais importante o fortalecimento da bomba da panturrilha, que ela é a principal fonte do retorno venoso da musculatura contrai, bombeia o sangue de volta para cima, então o fortalecimento da panturrilha, o fortalecimento muscular da coxa, caminhada, exercício físico, evitar a anquilose. que eu Já falei em outro vídeo. Tudo isso vai melhorar o retorno venoso. Agora o que a gente pode oferecer externamente para melhorar. Bom, se houver sintomas como dor, cansaço, peso, a gente pode usar medicação para aliviar esses sintomas e o uso da meia elástica. A Meia elástica é essencial no tratamento da insuficiência do sistema venoso profundo. Muitas vezes há uma associação da doença superficial com com a doença no sistema venoso profundo. A gente pode tratar cirurgicamente o sistema venoso superficial, as varizes, mas, a gente vai continuar tendo que tratar o sistema venoso profundo com as medidas clínicas. Então a insuficiência venosa profunda apesar de ser a falha das válvulas venosas o tratamento não é igual ao tratamento das varizes superficiais. É preciso fazer um acompanhamento a longo prazo com observação pelo seu cirurgião vascular. Gostou do nosso vídeo? assine nosso canal. Compartilhe. Clique aqui embaixo. Sininho é até o próximo vídeo.
LEIA TAMBÉM:  Classificação do Lipedema
Marcações: