O que é preciso saber antes da lipoaspiração

Lipoaspiração

A lipoaspiração, como qualquer outra cirurgia, possui seus riscos, que podem variar de infecção (considerada mais rara, mas que pode acontecer), sangramento e trombose, sendo essa última a que pode ser mais perigosa, se não identificada e tratada a tempo.

Antes de qualquer procedimento, é muito importante pesquisar sobre o cirurgião plástico, principalmente, se ele tem o título de especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). É fundamental que a lipoaspiração seja feita em ambiente hospitalar, que é preparado para qualquer intercorrência durante a cirurgia. O acompanhamento do médico no pós-operatório é de extrema importância, já que as complicações também podem aparecer depois da cirurgia.

Muitas vezes, o paciente quer que o cirurgião faça a lipoaspiração maior do que é possível. Nós, médicos, precisamos respeitar regras e limites para cada cirurgia. Nos casos de lipoaspiração sem infiltração é seguido o limite de até 5% do volume corpóreo e para lipo com infiltração esse limite é de 7%.

*Dr. Fernando Amato

*Dr. Fernando Amato é médico cirurgião plástico, membro titular pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, membro da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) e da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (ASPS).

LEIA TAMBÉM:  Abdominoplastia é aliada no resgate da autoestima para quem perdeu peso após bariátrica
LEIA TAMBÉM:  Otoplastia – entre os resultados positivos está a prevenção do bullying