Lipolaser – Entenda as diferenças – Fernando Amato

YouTube video

Vídeo do Dr FernandoAmato – Cirurgião Plástico sobre Lipedema

Vamos Falar sobre Lipolaser? O que seria?
 Muitos cirurgiões, e eu já me inclui nesse grupo, explicam que o laser faz uma lipólise, ou seja destroem a gordura facilitando para ela se lipoaspirada depois.

 Mas é isso mesmo? Então, hoje eu começo dizendo que que o laser causa uma  lipofotomodulação, ou seja, de alguma forma esse espectro de luz vai modular a gordura…

 e dependendo da potência pode até causar a lipólise, que é a destruição da gordura. O laser, não é um equipamento e um comprimento de onda. existem diversos comprimentos de ondas e cada um tem uma interação diferente com os tecidos, 

sendo o mais utilizado o 980 nm que tem uma afinidade maior pela cor vermelha da hemoglobina, ele causa mais lipólise e também pode estimular a pele , produzindo mais colágeno e aumentando a relação. existem 

o 1470nm, que tem mais afinidade pela agua, ele causa também um derretimento e pode estimular a pele.

e o 1210nm que tem afinidade pela própria gordura e seus tecidos ao redor, numa potencia ideal ajuda a soltar a gordura sem destruí-la…. dessa forma pode ser utilizada para enxertos, como no glúteo, mama e face, com ótimo resultados e efeito mais curador. comparado com os outros laser ele precisa de pouca infiltração de soro

A recuperação desses lasers são em média melhor do que nas técnicas convencionais  principalmente em relação a dor, edema, hematoma e retorno as atividades diárias.

LEIA TAMBÉM:  Quando fazer cirurgia de varizes com laser!
Marcações: