Abdominoplastia é aliada no resgate da autoestima para quem perdeu peso após bariátrica

Abdominoplastia

Abdominoplastia, cirurgia plástica realizada no abdômen, está entre as cinco mais realizadas no mundo, segundo levantamento do Plastic Surgery Statistics Report.

Indicada quando há um excesso de pele e gordura nessa região, a abdominoplastia é muito mais do que apenas deixar a barriga esticada; a cirurgia pode ser realizada concomitantemente com correções de hérnias da parede abdominal e o tratamento da musculatura reto abdominal (diástase).

Geralmente, indicamos a abdominoplastia de forma reconstrutora quando o excesso de pele e gordura forma um avental, podendo cobrir a genitália. Isso pode ser comum em pós-operatório de cirurgia bariátrica ou em pacientes com grande perda de peso, sendo uma alternativa para reconstruir a qualidade de vida e autoestima do paciente.

Para pessoas que passaram por cirurgia bariátrica, recomenda-se que a abdominoplastia seja realizada quando o peso estiver estável pelo período de seis meses, normalmente, o que acontece após dois anos da cirurgia.

A recuperação da cirurgia de abdominoplastia pode levar de duas semanas até um mês, dependendo de cada paciente.

Não há riscos para a saúde para quem passou pela abdominoplastia e engravidou, porém, o resultado estético pode ser comprometido depois do nascimento do bebê.

*Dr. Fernando Amato

 

*Dr. Fernando Amato é médico cirurgião plástico, membro titular pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, membro da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) e da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (ASPS).

 

 

LEIA TAMBÉM:  Autoestima feminina: reconstrução mamária é aliada no tratamento de câncer
LEIA TAMBÉM:  Hérnias