Pular para o conteúdo

Cirurgião plástico alerta para limites de segurança da lipoaspiração

lipoaspiração

 “A lipoaspiração não é um procedimento para emagrecer e sim para reduzir as áreas de gorduras localizadas. Ou seja: para modelar o contorno corporal.  Antes de tomar a decisão, é fundamental buscar um cirurgião plástico com experiência em lipoaspiração e que seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica”, explica o cirurgião plástico Dr. Fernando Amato.

Segundo ele, um médico experiente vai garantir um procedimento tranquilo e seguro, sempre em ambiente hospitalar. Dr. Fernando reforça outro cuidado para jamais omitir doenças, tratamentos, medicamentos ou uso de outras substâncias químicas. Essas informações são de extrema importância para o pré e pós-operatórios, além de selar uma relação sincera de confiança entre médico e paciente.

“Existe um limite de segurança para a realização da cirurgia. A recomendação do Conselho Federal de Medicina é de que até 7% do peso corpóreo do paciente seja retirado numa lipoaspiração úmida (a partir da infiltração de uma solução salina com adrenalina na área a ser aspirada) e no máximo 5% numa cirurgia seco (sem solução tumescente).

Por exemplo, uma pessoa que pesa 70 kg pode aspirar, no máximo, aproximadamente 4,9L. Isso porque se a lipoaspiração for muito volumosa, a perda sanguínea também poderá ser. “Com muita calma e seguindo todos os procedimentos de segurança, o resultado será um grande êxito!”, conclui o cirurgião plástico.

 

 

Sobre o Dr. Fernando C. M. Amato – Graduação, Cirurgia Geral, Cirurgia Plástica e Mestrado pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP). Membro Titular pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, membro da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) e da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (ASPS).

Qual sua nota para este artigo?

0 / 5

Your page rank:

>
error: Alerta: Gostou do nosso conteúdo? Assine nosso canal!!