Pular para o conteúdo

Meralgia Parestésica

Calças apertadas

Você já sentiu formigamento, queimação ou dormência na coxa? Esses sintomas podem indicar a presença da meralgia parestésica, uma condição causada pela compressão do nervo cutâneo femoral lateral da coxa. A meralgia parestésica é comum em pessoas obesas ou que usam roupas e cintos apertados, e pode causar grande desconforto ao caminhar ou ficar em pé por muito tempo. Nesse artigo, vamos falar mais sobre essa condição e as opções de tratamento disponíveis. Confira também os vídeos do Prof. Dr. Marcelo Amato, especialista em neurocirurgia, para saber mais sobre o assunto.

Coxa formigando, adormecida ou queimando?

     A meralgia parestésica é causada pela compressão do nervo cutâneo femoral lateral da coxa, geralmente em sua passagem pelo ligamento inguinal próximo ao osso da bacia.Os sintomas mais comuns são dor, queimação, ardência ou diminuição da sensibilidade na parte lateral da coxa até o joelho. Geralmente ocorre em pessoas obesas ou pelo uso de roupas e cintos apertados. Caminhar ou ficar em pé por muito tempo é bastante incomodativo e o paciente sente alívio ao deitar, flexionar a coxa ou massageando a área afetada.

     O tratamento cirúrgico é realizado apenas quando os sintomas estão insuportáveis e não melhoram com o tratamento clínico. O paciente deve perder peso, evitar o uso de roupas apertadas e movimentos de extensão do quadril.  A aplicação de gelo local e o uso de algumas medicações podem aliviar os sintomas.
A visita ao médico é importante para identificar situações específicas que podem levar a compressão nervosa. Doenças abdominais e da pelve podem comprimir o nervo femoral, assim como doenças da coluna podem lesionar as raízes nervosas correspondentes e causar sintomas semelhantes.

 

O vídeo trata da Meralgia Parestésica, uma doença pouco conhecida que ocorre da compressão de um nervo na região da cintura, causando dormência ou queimação na coxa. A compressão pode acontecer por roupas e cintos apertados, rápida perda ou ganho de peso, posturas inadequadas, entre outros fatores. O neurocirurgião deve ser procurado para confirmar o diagnóstico e indicar o tratamento adequado, que inclui evitar roupas e cintos apertados, evitar estender a perna por muito tempo e procurar um pequeno apoio para a coxa ficar fletida. É importante ressaltar que existem outros diagnósticos diferenciais e outras causas que devem ser excluídas pelo especialista.

Você tem dormência ou queimação na coxa? Assista esse vídeo e saiba o que fazer! Existe uma doença pouco conhecida chamada de Meralgia Parestésica. Ela acontece da compressão de um nervo bem na região da cintura. Essa compressão, ela pode acontecer por utilizar cintos apertados ou roupas apertadas, e o nervo ele pode ficar machucado também em quem ganhou ou perdeu peso de forma muito rápida. Às vezes, quem adota posturas inadequadas, por muito tempo, por exemplo, por ficar muito tempo sentado ou algum exercício específico na academia. Procure um neurocirurgião para confirmar esse diagnóstico, pergunte a ele sobre a Meralgia Parestésica. Por enquanto, evite qualquer roupa ou cinto apertado nessa região. Quando for ficar muito tempo em pé, evite estender a perna, procure um pequeno apoio para que a coxa fique um pouco fletida! E atenção, existem outros diagnósticos de grande diferenciais e outras causas que devem ser excluídas pelo especialista. Esse assunto foi sugestão de uma seguidora, deixe aqui nos seus comentários a sua sugestão também e até o próximo!

meralgia parestesica anatomia

 

Esse outro vídeo é um pouco mais antigo:

O vídeo aborda a meralgia parestésica, uma doença causada pela compressão do nervo cutâneo femoral lateral da coxa, que leva a dor, queimação, ardência ou diminuição da sensibilidade na parte lateral da coxa até o joelho. Geralmente, ocorre em pessoas obesas ou pelo uso de roupas e cintos apertados, e o tratamento cirúrgico é raro, sendo indicado apenas em casos extremos. O tratamento clínico inclui perda de peso, evitar situações que apertem o nervo, aplicação de gelo local e algumas medicações. É importante visitar o médico para identificar situações específicas que possam levar a compressão nervosa e confundir o diagnóstico.

Nós vamos falar um pouco sobre a meralgia parestesica. Essa é uma doença causada pela compressão do nervo cutâneo femoral lateral da coxa, é um nervo bem pequenininho que geralmente passa próximo ao ligamento ignal, aqui no ossinho da bacia na parte da frente, geralmente onde a gente coloca o cinto. O paciente costuma apresentar dor na região lateral da coxa associada a uma queimação, uma ardência e uma diminuição da sensibilidade, as vezes traduzidas por um formigamento ou uma anestesia mesmo nessa região que pode ir desde o começo da coxa até o joelho. Geralmente acontece em pacientes obesos ou então pessoas que usam roupas e cintos muito apertados. Caminhar ou ficar em pé por muito tempo nesses pacientes é muito incomodativo e geralmente sente um alívio ao deitar ou então ao flexionar a coxa e as vezes massageando a região afetada. O tratamento cirúrgico quase nunca é necessário e é realizado apenas quando os sintomas estão insuportáveis e não melhoram com o tratamento clínico. O tratamento clínico então é se o paciente for obeso perder peso né, ajuda certamente e principalmente evitar situações em que esse nervinho está sendo apertado, aplicação de gelo local e algumas medicações podem aliviar os sintomas. Uma outra dica também é quando o paciente está há muito tempo em pé, procurar um pequeno apoio para elevar e fletir um pouco o joelho, isso costuma aliviar também. A visita ao médico é importante para identificar situações especificas que possam levar uma compressão nervosa e confundir um pouco o diagnóstico. Era isso que eu tinha para falar para vocês. Se tiverem interesse nesse assunto e outros procurem nosso site.

Prof. Dr. Marcelo Amato

Qual sua nota para este artigo?

0 / 5

Your page rank:

>
error: Alerta: Gostou do nosso conteúdo? Assine nosso canal!!