Pular para o conteúdo
Início » Medicina » Especialidade: Cirurgia Geral » O que é hérnia? Hérnia umbilical, hérnia inguinal e outras

O que é hérnia? Hérnia umbilical, hérnia inguinal e outras

Tipos de hérnias de parede

Hérnias podem acontecer em muitos locais diferentes do corpo e cada local tem seu próprio tratamento. Já falamos até de hérnias na coluna.  O nome da hérnia costuma indicar sua localização: por exemplo, uma hérnia umbilical ocorre perto do umbigo (ou onde mais você esperaria?) enquanto uma inguinal é encontrada mais abaixo junto com outros tipos como femoral, que aparece na região da virilha; também há hérnias epigástricas que podem ocorrer por causa da obesidade ou cicatrizes de cirurgias estomacais prévias.

O que são as hérnias?

Hérnias são condições nas quais um órgão ou tecido se move através de um buraco que não é destinado a ele. Esse buraco é a hérnia. Quando um órgão ou tecido é empurrado para fora de sua localização normal através dessa hérnia, você pode notar que aparecem alguns sintomas. Estes podem incluir inchaço e/ou dor na região e desconforto, mas, às vezes, você não notará nenhum sinal de que algo está errado até mais tarde, quando os sintomas se tornam mais sérios. A cirurgia pode ser necessária para fechar esse buraco.

A hérnia não é algo que você deve ignorar. Ela pode causar sérias complicações se não for tratada, tais como gangrena ou morte!

Tipos de hérnia da parede abdominal

Hérnias abdominais são abaulamentos (parecidos com “bolhas”) observados no abdome (barriga)
Dependendo de sua localização as hérnias são classificadas como:

Dentro destas formações podem estar alojados órgãos que deveriam estar dentro da cavidade abdominal.

A cavidade abdominal é uma parte muito importante do nosso corpo. Neste espaço, podemos encontrar muitos órgãos diferentes que nos mantêm vivos e funcionando bem! Um tipo em particular chamado de “hérnia abdominal” ocorre quando muita pressão se acumula em torno de uma área da parede abdominal, fazendo com que esses órgãos internos se projetem através de um orifício nessa parede abdominal. Muitas vezes isso ocorre sem sinais ou sintomas de aviso. Felizmente são reparos relativamente fáceis com risco mínimo de complicações quando feito rápido diagnóstico por seu médico.

o-que-e-hernia_e

Geralmente as hérnias são muito comuns, e aparecem em pessoas que tem predisposição. Atividades de esforço que aumentem a pressão abdominal pode desencadear o aparecimento da hérnia nestas pessoas que já tenham esta predisposição. Atividades como carregar muito peso, ou exercícios extenuantes.

Infelizmente não há tratamento preventivo, e quando a hérnia é confirmada no exame médico, o único tratamento realmente efetivo é a cirurgia.

Existe grande preocupação pela possibilidade de ocorrer um estrangulamento (torção; isquemia;  “nó nas tripas”) do órgão dentro do saco herniário, o que ocasiona dor intensa, com risco de complicações sérias, sendo necessária cirurgia de urgência. Isso se chama hérnia encarcerada e é uma situação muito grave, que requer tratamento imediato. A hérnia encarcerada pode evoluir para uma situação ainda pior, que é a hérnia estrangulada. Os sinais e sintomas de uma hérnia estrangulada podem incluir: náuseas, vômitos e febre e indicam que o órgão dentro da hérnia está morrendo. Pode haver morte tecidual se o paciente não for operado com rapidez suficiente. Intervenção médica urgente é necessária imediatamente!

Para cada tipo de hérnia existe uma técnica cirúrgica específica, sendo que, atualmente, com frequência, utilizamos materiais (telas) para reforço da região, diminuindo a possibilidade de retorno da hérnia no local operado.

Se o paciente não possui outras doenças associadas, a cirurgia da hérnia é de baixa complexidade, podendo ser realizada com programação de alta hospitalar no mesmo dia, sem a necessidade de dormir no hospital.

Marque sua consulta com Dr Cássio Barros

O é a hérnia inguinal?

A protrusão de algum órgão abdominal causada principalmente pelo enfraquecimento da parede abdominal na região da virilha. Mas, será que existe uma motivação para esse “escape”? Entre os motivos mais comuns destacam-se o levantamento constante de peso excessivo e a má formação dos órgãos abdominais (mais comum em bebês e crianças). Há ainda a predisposição genética: pessoas com casos de hérnia na família têm mais chances de desenvolver o problema. Em alguns casos ocorrem hérnias inguinais em ambas as virilhas – hérnia inguinal bilateral. Quando a hérnia é tão volumosa que o conteúdo chega até o saco escrotal, ela é chamada de hérnia inguino escrotal. O diagnóstico da hérnia inguinal é frequentemente simples e é feito pelo exame físico da parede abdominal pela palpação, de forma que é possível identificar um abaulamento que aumenta com o esforço ou a tosse. Às vezes, o cirurgião realiza um exame como ultrassom da parede abdominal ou uma tomografia de abdome para ajudar a definir o diagnóstico.Veja mais sobre hérnia inguinal.

O é a hérnia umbilical?

A hérnia umbilical consiste na protrusão na região do umbigo de algum órgão abdominal pelo enfraquecimento da parede abdominal. A hérnia umbilical é uma condição que ocorre quando parte do intestino ou outros órgãos localizados no abdômen passam por músculos fracos, devido a falhas congênitas (em bebês) e/ou lesões musculares. Estudos mostram que 20% da população brasileira sofre deste problema; ele pode afetar tanto crianças quanto adultos que podem ter inchaços esteticamente desagradáveis em seu umbigo, bem como uma qualidade de vida reduzida. Veja mais sobre hérnia umbilical.

Hérnia umbilical

 

Marque sua consulta com Dr Cássio Barros

Fonte:Amato, MCM; Amato, CM; Amato, MCM; Morillo, MG. Manual para o médico generalista. 2˚ edição. 2012 (no prelo)

 

 

>
× Como posso te ajudar? Available from 08:00 to 20:30