Pular para o conteúdo
Início » Medicina » Especialidade: Vascular » Dermatite ocre: mancha nas pernas pode ser vascular?

Dermatite ocre: mancha nas pernas pode ser vascular?

Dermatite ocre

Você sofre com manchas marrons na pele, nos membros inferiores? Se sim, saiba que a condição pode significar dermatite ocre, uma inflamação da pele causada pelo mau funcionamento das veias. Nesse caso, a hipertensão venosa pode ser motivada pela falha das vávulas venosas, obesidade, sedentarismo, problemas circulatórios entre outros fatores. Conhecê-los, portanto, é a melhor maneira de combater e tratar o problema antes que a doença progrida de tal forma que atrapalhe a sua qualidade de vida.

De acordo com a SBACV (Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular), cerca de 38% da população brasileira sofre com varizes, sendo a doença mais frequente em mulheres. Caracterizada por veias dilatadas, deformadas e salientes, as varizes comprometem a estética, causam dores nas pernas e prejudicam a realização de várias atividades do dia a dia. Classificadas em estágios que variam do 1 ao 6, a dermatite ocre é causada por varizes do estágio 4, ou seja, já avançadas. E se não tratadas a tempo, podem causar feridas na pele.

Quer saber como tratar a dermatite ocre, suas causas e consequências? Confira no artigo a seguir como melhorar a sua saúde circulatória com uma equipe especializada e com os melhores tratamentos da atualidade.

YouTube video

 

Dermatite ocre: quando as manchas nas pernas são de origem vascular

Diante de tudo o que já foi exposto até aqui, fica fácil perceber que apesar do nome, a dermatite ocre não se trata apenas de um problema de pele. Absolutamente! Apesar das manchas escurecidas nos membros inferiores, a condição na verdade é provocada pela insuficiência venosa

Nesse cenário, o mau funcionamento das veias causa a hipertensão venosa, em que o sangue fica represado na região inferior das pernas. A pressão local então lesiona os vasos sanguíneos e os elementos do sangue extravasam e se fixam na pele, causando irritação e uma hiperpigmentação de cor amarronzada, que geralmente aparece nos tornozelos. Ao modificar a constituição da pele, a dermatite ocre deixa o tecido suscetível a feridas como úlcera varicosa.

 

Mas por que surgem as varizes?

As varizes podem surgir por vários motivos. Embora o sedentarismo e a obesidade sejam os mais comuns, existem outros que de igual forma contribuem para o surgimento do problema:

  • Predisposição genética;
  • Síndrome pós trombótica.

Ao perceber vasinhos ou veias dilatadas e aparentes sob a pele, o ideal é buscar ajuda médica. Nesse caso, é necessário procurar um angiologista, profissional especializado que cuida de alterações nas veias, artérias e vasos linfáticos. Quanto antes obter um diagnóstico para o problema, maiores são as chances de evitar a dermatite ocre entre outras complicações.

 

Sintomas

Além da identificação das causas da dermatite ocre, que são o aparecimento de vasinhos e veias dilatadas, outros sintomas também podem ajudá-lo a identificar o problema, tais como:

  • Inchaço e vermelhidão na parte inferior das pernas;
  • Coceira;
  • Descamação da pele;
  • Hiperpigmentação local (manchas de cor marrom ou arroxeadas);
  • Calor local;
  • Rigidez da pele e da musculatura;
  • Feridas na pele.

Tratamento de dermatite ocre

Uma vez instalada, a dermatite ocre vira uma doença crônica e como tal, não tem cura, mas tem tratamento. Ele consiste primeiramente em tratar as varizes, que é a causa do problema. Afinal de contas, de nada adianta tratar as manchas nas pernas e não tratar a insuficiência venosa. Caso isso aconteça, existe uma grande probabilidade de as manchas voltarem. E bem mais intensas.

O tratamento das varizes geralmente é feito com medicamentos que melhoram a circulação sanguínea. Todavia, dependendo da gravidade, pode ser necessária a intervenção cirúrgica. Após tratada a causa, podem ser adotados alguns procedimentos para clarear as manchas nas pernas e deixar a pele mais uniforme, como por exemplo:

  • Cremes clareadores com ação despigmentante;
  • Peelings;
  • Luz intensa pulsada;
  • Tratamento com laser.

Vale a pena destacar que com o tratamento da causa, ou seja, as varizes, já é possível observar uma boa melhora nas manchas de dermatite ocre. Contudo, o tratamento clínico específico para esse fim produz melhores resultados. Porém, cabe ressaltar que dependendo do grau de escurecimento da mancha, o tratamento pode apenas amenizar o problema e não clareá-la por completo.

 

Melhor tratamento é a prevenção

Conforme pontuamos anteriormente, a dermatite ocre é uma doença crônica e após instalada não tem cura. E é justamente por isso que o melhor tratamento para o problema é a prevenção das varizes, principalmente quando o fator genético não está envolvido. Confira a seguir algumas dicas para evitar varizes:

  • Evitar ficar sentado ou em pé por muito tempo;
  • Manter o peso sob controle;
  • Evitar alimentos ultraprocessados e gordurosos;
  • Em caso de má circulação, o uso de meias de compressão pode ser uma boa alternativa;
  • Elevação dos membros inferiores e repouso em casos de dores nas pernas;
  • Uso de medicamentos para melhorar a circulação e a pressão venosa.

 

Onde tratar a dermatite ocre com uma equipe especializada?

No Instituto Amato você encontra os melhores angiologistas, cardiologistas, cirurgiões vasculares e demais especialidades médicas para tratar doenças nos vasos sanguíneos e linfáticos, como varizes e obstruções arteriais

Para oferecer melhores resultados no seu tratamento, possuímos também em nossa equipe médica dermatologistas, profissionais que cuidam de várias doenças que acometem a pele. Assim, após tratar as varizes, você poderá clarear as manchas nas pernas em um só lugar, por meio de tratamentos modernos e tecnológicos.

Além de equipe multidisciplinar de saúde, o Instituto Amato possui uma clínica médica própria, o Hospital Dia. Com o auxílio de um moderno sistema de internação parcial, realizamos procedimentos de baixa complexidade como cirurgias de varizes com laser, secagem de vasinhos (escleroterapia) entre muitos outros.

Nessa modalidade hospitalar, o paciente recebe alta no mesmo dia, o que favorece a sua recuperação e diminui os riscos de infecção e complicações hospitalares. Além disso, torna os tratamentos mais acessíveis e humanizados. 

Quer tratar a dermatite ocre com uma equipe médica que há quase 40 anos cuida da saúde das famílias brasileiras com ética, respeito e principalmente competência? Entre em contato conosco e marque já a sua consulta.

YouTube video

Prof. Dr. Alexandre Amato

>
× Como posso te ajudar? Available from 08:00 to 20:30