O que os médicos precisam ouvir para que você tenha a melhor medicina?

  • amato 
  • Dicas
check-up

Ir ao médico pode ser uma experiência assustadora, e frequentemente não se conta contamos coisas importantes para o diagnóstico e tratamento correto. Talvez o medo seja grande, ou, mais frequentemente, ao se racionalizar e selecionar quais são os sintomas importantes, e ignora-se completamente os outros, que eventualmente podem ter um papel ativo na sua saúde e  fornecer os dados essenciais para o melhor tratamento.

O mais importante é que se você omitir, ou der informações imprecisas  seu médico estará impossibilitado de ajudá-lo da melhor maneira possível.


Algumas dicas para ajudar a lembrar de dados importantes:

Diga ao médico que está nervoso. Lembre-se que você não será o primeiro nem o último a contar esses sintomas, por mais absurdos que pareçam.
Notícia ruim agora é melhor do que notícia péssima depois. Não tape o sol com a peneira, se omitir sintomas e dificultar o diagnóstico, o tratamento será postergado, podendo agravar seu caso.
Não fique envergonhado. Muitos pacientes relutam em contar dados psiquiátricos, atividades sexuais e uso de drogas, mas dependendo do caso, essas informações são importantes na elaboração dos diagnósticos diferenciais. Não precisa se preocupar, o médico não está lá para julgá-lo, mas sim para ajudá-lo.
Encontre um médico que você confie. Essa confiança é essencial no relacionamento médico paciente, sem ela, não há boa medicina.
Faça perguntas. Um bom paciente é aquele informado e preocupado com sua saúde. Pergunte, leia, pesquise, mas sempre discuta as opções com seu médico. A mídia leiga não é fonte de notícia médica segura, pois ela tem compromisso com a divulgação de informação, mas não com sua veracidade. O médico está lá para filtrar as informações realmente úteis. Converse com seu médico e esclareça  suas dúvidas.

Exames não dizem tudo

Muitas pessoas querem um exame que resolva a situação. Um Raio X, uma tomografia ou uma ressonância. São exames modernos e com certeza diagnosticam tudo… certo? Não. Os exames são considerados secundários ao diagnóstico, estão longe de diagnosticarem tudo. E o mais importante, o médico trata o paciente e não o exame. Lembre-se medicina não é matemática, isso pode ser difícil de entender à primeira instancia. Quer dizer que um exame normal nem sempre é normal e um exame alterado nem sempre é alterado, e apesar disso, pode não ser erro do laboratório, mas, apenas a limitação do método.

Tudo que você fala é segredo.

O que for falado ao médico deve ser incluído no prontuário. Mas não se assuste, isso é bom. Os médicos sabem guardar segredos, e os prontuários são de acesso exclusivo aos médicos.

Responsabilidade do paciente

O resultado do tratamento depende não apenas da prescrição mas principalmente do cumprimento dessas orientações. Para poder fazer tudo como foi dito pelo medico, em primeiro lugar é necessário ter compreendido, por isso nunca saia do consultório com dúvida, pergunte.
Quando retornar ao medico, conte a verdade, mesmo que voce não tenha conseguido cumprir suas recomendações. Qualquer informação falsa resulta em uma interpretação errada por parte do medico o que pode atrapalhar sua conduta.

 

LEIA TAMBÉM:  8 dicas para aproveitar seu médico ao máximo
LEIA TAMBÉM:  5 Dicas Vasculares Para Sua Quarentena

Tags: 

  •  

Publicado originalmente em17 de July de 2012 @ 14:24

Publicado originalmente em17 de July de 2012 @ 14:24

Marcações: