Você sabe interpretar os rótulos de alimentos?

Etiqueta nas comidas

A leitura do rótulo do alimento no momento da compra é essencial para saber a sua composição, ou seja, do que ele é feito. Mas não é só a composição nutricional que é importante.

É preciso observar o item ‘por quantidade de produto’, que muitas vezes não é por embalagem e que pode ter até três vezes mais a quantidade indicada. A leitura correta da rotulagem de alimentos inclui saber os percentuais de calorias, gorduras saturadas, vitaminas, fibras, proteínas e carboidratos.

Portanto, a escrita %VD na embalagem indica a concentração de cada nutriente por porção do alimento, considerando-se uma dieta de 2.000 calorias por dia. Se na descrição do rótulo constar, por exemplo, 10% de sódio, quer dizer que uma porção do alimento apresenta 10% de sódio total que deve ser ingerido diariamente.

Além das informações nutricionais, é muito importante observar os ingredientes utilizados naquele alimento. Comidas ultraprocessadas apresentam ingredientes que não são alimentos, tais como: conservantes, estabilizantes, aromatizantes, espessantes. Por isso, é recomendado evitar o consumo desse tipo de alimento.

Mesmo com as algumas regras adotadas pela indústria alimentícia recentemente, como indicar se o produto contém ingredientes alergênicos, por exemplo, ainda é preciso melhorias em relação à rotulagem. Quanto mais nomes estranhos estiverem descritos, que você não reconheça como alimento, mais chance de ele ser ultraprocessado e de baixa qualidade nutricional.

*Por Dra. Lorena Lima Amato

*Lorena Lima Amato é endocrinologista pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP)

 

LEIA TAMBÉM:  O que é uma alimentação consciente?
LEIA TAMBÉM:  Amamentação e o câncer de mama