Tecido adiposo/Covid-19

Covid e obesidade

Mais um alerta para quem tem comorbidades em tempos de Covid-19. Por isso, muita atenção à manutenção dos medicamentos e tratamentos prescritos pelo especialista são fundamentais a qualquer momento e ainda mais durante a pandemia. Escrevo isso após ter conhecimento pesquisa divulgada pela Unicamp, que mostra que o novo coronavírus pode infectar e se manter no interior das células adiposas humanas, encontradas em maior quantidade em pacientes com obesidade.

O estudo levanta a hipótese desse acúmulo de tecido adiposo servir de reservatório para o coronavírus. Os estudos ainda estão em andamento, mas é preciso redobrar a atenção com os cuidados, principalmente pessoas com obesidade, diabetes, hipertensão e asma.

Dicas de Saúde para você e sua família 

Assine abaixo para receber mensalmente dicas gratuitas de saúde.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estarão com sobrepeso, e mais de 700 milhões, obesos. O número de crianças com sobrepeso e obesidade no mundo poderá chegar a 75 milhões. Quando não tratada, a obesidade está relacionada a doenças cardíacas, diabetes, doenças hepáticas e muitos tipos de câncer

Dra. Lorena Lima Amato

*Lorena Lima Amato é endocrinologista pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP)

LEIA TAMBÉM:  Doença de Cushing