Hérnias

  • O que é hérnia?

É um defeito (nódulo) na parede abdominal (barriga), onde ocorre protrusão de estruturas internas, que deveriam estar contidas dentro do abdome (barriga).

  • Qual o tratamento da hérnia?

Como é um defeito anatômico, o único tratamento efetivo é o cirúrgico.

  • É necessário utilizar telas na cirurgia da hérnia?

Dependo do tipo de hérnia e da avaliação médica durante a cirurgia, são utilizadas próteses (telas) para reforçar o tecido e evitar a reincidência do problema. Geralmente as tela são utilizadas nas hérnias inguinais, em hérnias recorrentes e em hérnias volumosas.

  • Existe risco de utilizar tela?

O benefício de reduzir bastante à incidência de recidiva supera o risco de eventual reação tecidual exacerbada com a utilização destas próteses. Atualmente, as telas são feitas de materiais que se integram bem ao tecido humano.

  • Existe risco da hérnia voltar após a cirurgia?

Sim.  As incidências de recidivas das hérnias inguinais chegavam a 10%, porém, após o inicio de utilização das telas esta incidência reduziu para menos de 1%.

  • Após cirurgia, preciso de quanto tempo de repouso?

Repouso relativo nos primeiros 15 dias, podendo caminhar, porém evitando erguer pesos maiores que 5% do peso corpóreo. Após este período, de acordo com a reavaliação médica, geralmente a tela está bem aderida no seu local de fixação, podendo então retornar ás suas atividades profissionais.

  • Preciso internar no Hospital para fazer cirurgia de hérnia?

Não. Grande parte das cirurgias de hérnias nos Estados Unidos e na Europa são realizadas em clínicas, em regime ambulatorial, ou seja, a cirurgia é realizada, o paciente fica em observação por algumas horas e posteriormente recebe alta.

  • Como é a anestesia para hérnia?

Quando fazemos a cirurgia ambulatorial, com programação de alta no mesmo dia, utilizamos uma sedação, com o qual o paciente dorme e realizamos uma anestesia na região da hérnia.

  • E se tiver algum problema, na minha casa, após cirurgia de hérnia?

Quando receba alta no mesmo dia, paciente sai da clinica com orientações e prescrição dos medicamentos necessários. Em caso de eventualidade ele tem um telefone de contato para esclarecer dúvidas adicionais. 
 
 
Conheça o especialista responsável pelas dicas: Dr Cássio Barros

O que você acha deste artigo?: 
0
Sem avaliações