O que é o envelhecimento saudável?

Envelhecimento saudável

Envelhecer de forma saudável é o desejo de todos nós. Afinal, o processo de envelhecimento é natural e biológico. Já que não é possível evitar, que possamos, ao menos, fazer com que essa fase aconteça da melhor forma possível. Mas, para isso, precisamos saber no que consiste o envelhecimento saudável. Será que atividade física e boa alimentação são suficientes para atingir esse patamar? O que é, de fato, considerado envelhecer com qualidade?

Como definir o envelhecimento saudável?

Envelhecimento saudável pode ser definido como um processo de envelhecimento, em que o indivíduo permanece ativo, além de manter todas as suas necessidades físicas e mentais em funcionamento pleno ou, pelo menos, regular.

Ou seja, envelhecer saudável é envelhecer bem, com a adoção de hábitos considerados saudáveis em todos os campos da vida e não só no aspecto físico, que é o mais estimulado quando falamos em vida longa e com qualidade.

Então, envelhecer com saúde envolve o bem-estar físico, mental, emocional, social e, por que não dizer, financeiro também. Significa experimentar uma velhice com mais segurança, boa expectativa de vida, saúde e amigos.

É, na verdade, um conjunto de ações com um objetivo em comum: chegar em uma idade avançada, conservando toda a potencialidade do indivíduo, dentro daquilo que for possível fazer e de acordo com as limitações típicas da idade.

A busca pela juventude eterna

Práticas para retardar a velhice estão se tornando cada dia mais populares, até mesmo entre o público jovem, ansioso por estender pelo maior tempo possível as suas características vívidas e conservadas.

É o movimento antienvelhecimento, ou anti-aging, que envolve o uso de cosméticos, procedimentos estéticos e outras táticas com o objetivo exclusivo de evitar os sinais claros do envelhecimento e manter-se jovem por muito mais tempo. Outras estratégias visam manter o corpo em órimo funcionamento, como o sistema imunológico, por exemplo.

Apesar da popularização contínua dessas ações, é preciso entender que não existem fórmulas prontas para se manter jovem eternamente. O que existe e deve ser estimulado é a busca pelo envelhecimento saudável, uma vez que esta é uma característica natural de todo indivíduo.

Então, em vez de pensar em ficar eternamente jovem, por que não traçarmos estratégias hoje para que tenhamos uma velhice mais próspera, saudável e feliz?

Reforçando a ideia, lembramos que a OMS (Organização Mundial da Saúde) estabeleceu o período de 2021 a 2030 como a década dedicada ao envelhecimento saudável, não só com o objetivo de ampliar os anos de vida do indivíduo, mas pensar em medidas para melhorar essa fase.

Portanto, envelhecer não deve ser visto como algo negativo, mas um privilégio. Já dizia meu avô: “A alternativa é muito pior.” Além disso, é importante desfazer a ideia de que envelhecer é sinônimo de doença e vulnerabilidade. E é nesse ponto que entra o envelhecimento saudável como única alternativa possível para combater essa ideia tão difundida.

https://youtu.be/Qv-x5swpBbM

Importância do envelhecimento saudável ativo

O envelhecimento saudável, como já dissemos, envolve todas as esferas da vida do indivíduo. E também tem a ver com a participação ativa dele em todas essas áreas. 

Assim, consideramos que alguém segue uma velhice saudável quando procura seguir um cardápio nutritivo diariamente, quando se movimenta com frequência, e quando está longe de hábitos altamente nocivos, como o cigarro e o álcool.

Também podemos incluir o controle de doenças, o devido acompanhamento médico, as atividades intelectuais, a participação no trabalho para aqueles que ainda estão na ativa e a contribuição em atividades voluntárias para os que estão aposentados

Além disso, o exercício da cidadania, a participação em grupos locais de convivência, como igrejas, associações e grupos de dança também fazem parte de uma vida socialmente ativa.

Então, não basta fazer uma caminhada todos os dias e seguir uma dieta prescrita pelo médico. Envelhecer saudável é isso, mas é muito mais. É envelhecer mantendo a sua participação na sociedade, de acordo com as suas características atuais. 

É continuar contribuindo para o bem-estar da família, dos amigos e da sociedade em geral dentro do que ele consegue fazer, mesmo que com algumas limitações em determinados casos. E por que isso é tão importante?

Quando se mantém ativo, o indivíduo consegue ficar mais tempo afastado dos problemas de ordem funcional, garantindo uma independência maior na execução de suas atividades e sofrendo menos com as comparações e as limitações externas e internas.

Uma vida social ativa também deixa o indivíduo com o organismo fortalecido e menos suscetível às doenças físicas, mentais e emocionais. 

Os cuidados começam ainda na juventude

Os jovens de hoje são os idosos de amanhã. O que essa frase quer dizer? Para termos um envelhecimento saudável no futuro, precisamos começar esse projeto de vida durante a juventude. O intuito é a prevenção e manutenção da saúde e não apenas o conserto do que já não funciona tão bem.

Então, quanto mais cedo houver a conscientização do que deve ser feito e o quanto antes esses hábitos forem postos em prática, melhores serão os resultados.

Como envelhecer da melhor maneira possível

Envelhecer bem não depende apenas de nós, é fato. Uma vida longa e saudável precisa de uma grande rede de apoio que inclui aspectos financeiros, econômicos, educacionais e de saúde. Mas, é possível fazer a nossa parte, executando aquilo que está ao nosso alcance. E o que seria? Conheça agora os cinco pilares do envelhecimento saudável:

Prática de atividade física

Sair do sedentarismo é fundamental para a saúde física e mental de todos. A prática deve ser diária, de acordo com as condições de cada indivíduo.

Alimentação saudável

Focar em uma alimentação consciente e nutritiva é primordial. Alimentar-se não é apenas saciar a fome, mas também se manter saudável, com um peso equilibrado e com o organismo em pleno funcionamento.

Saúde emocional

Não é só o corpo que precisa estar em condições favoráveis, mas a mente também. Se sentir parte de um grupo, capaz de executar atividades importantes, ter autonomia para fazer o que gosta são alguns pontos que elevam a autoestima e favorecem o equilíbrio emocional. Veja artigo sobre a depressão e o envelhecimento.

Convívio social

Estabelecer ou manter o convívio social com amigos, parentes, colegas de trabalho e outras pessoas próximas também sustenta o envelhecimento saudável. É a base de uma participação ativa em sociedade.

Controle de doenças

Fazer o acompanhamento médico de forma regular auxilia no tratamento de doenças, controle de sintomas e prevenção de muitas outras. 

O envelhecimento saudável deve ser visto como um objetivo a ser alcançado a longo prazo, mas com ações executadas a partir do tempo presente. E, claro, reforçando que não se trata de acrescentar muitos e muitos anos de vida, mas viver todos os anos com saúde e equilíbrio físico e mental.

 

Leia também: 5 formas que a ciência tem para prever a morte

Prof. Dr. Alexandre Amato